Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, February 10, 2015

Parece ridículo, mas olhem que é verdade.

A afirmação acima pode soar fútil ou interesseira - afinal, um designer que faz sapatos tão lindos como Brian Atwood tem todo o empenho em mostrar que pessoas que calçam mal não são de confiança. Mas por experiência, posso dizer que pelos sapatos (tal como pelo sotaque, o vocabulário, certos detalhes da roupa e outros aspectos aparentemente superficiais) se conhece muito das pessoas.

Não é indicador infalível - mal seria - mas ajuda a traçar um perfil preliminar de quem temos diante de nós.

 É claro que um sapato, para ser bonito ou apropriado, não tem de ser griffée. Há muito calçado elegante e de qualidade sem ser Ferragamo, Brian Atwood, Jimmy Choo e assim por diante. A elegância não está, graças aos céus, dependente dos recursos de cada um (a), embora isso possa dar uma ajuda. Tal como a bondade ou a confiança, não se compra nas lojas.

  Porém, quem tem mau gosto e/ou ausência de noção daquilo que é adequado quando se trata do que põe nos pés um dia inteiro (muitas vezes, quando está a tentar causar boa impressão) também sofrerá de falta de consciência, de educação e de discrição noutros aspectos. Em muitos casos, pessoas assim acham que tudo lhes é permitido; não têm respeito pelos outros, pelas precedências, circunstâncias, limites nem pela sensibilidade alheia.




  As mulheres mais detestáveis com quem já tive a infelicidade de me cruzar, todas calçavam pessimamente: a professora destrambelhada que adorava torturar os alunos e dar pancadas monumentais na mesa como uma pata choca, aos berros (um mulherão de sobrancelhas depiladas à pedoada, camisolas com borbotos e pumps demasiado pequenos que a faziam parecer gordíssima e lhe apertavam os joanetes) ; outra professora, esta de Matemática e completamente pírulas, que seguia os alunos que tinham fugido da turma dela ( olhos esbugalhados, cabelo com quilos de gel e invariavelmente, ténis reles) uma vizinha doida que queria roubar terreno aos outros (gorda como uma bola de unto, com "sapatos de velha" a rebentar pelas costuras) catatuas metediças (roupas de poliéster coloridas e sapatões altíssimos coloridos também, mesmo em dia de piquenique) outra vizinha chata que fazia do prédio um manicómio (mocassins de camurça falsa) uma relações públicas tão malcriada como interesseira e namoradeira, para usar um termo educado (tailleur de viscose a marcar os glúteos rechonchudos e a brilhar ao sol, botas de camurça a esborrachar-lhe os tornozelos anafadinhos e saltos a enterrarem-se na relva; para se segurar tinha de saltitar como um cordeiro); groupie perseguidora (botas de verniz verde mosca varejeira); uma goldigger sociopata que vestia como um travesti e ora calçava sapatos de plástico encarnados de verniz, ora se estava nas tintas e punha um vestido provocante com sapatos coçados para bailar mais à vontade); uma intriguista doida (botas de camurça cambadas em noite de cerimónia) e uma fã de Chagas Freitas desesperada e feia de doer que tinha a mania de se atirar a todos os homens bonitos que lhe dissessem olá, especialmente se fossem comprometidos (também ela de ténis apertados e baratuchos que lhe faziam umas ancas enormes).

Para provar que isto não é um exclusivo feminino, também conheci um chefe impossível que calçava invariavelmente  ténis e sapatos com logótipos e brilhinhos, quanto mais berrantes melhor.

A contar vagamente pelos dedos, são à volta de uma dezena . Dez indivíduos não são uma amostra muito significativa numa vida inteira; then again, eu não ando por aí a comprar guerras e a implicar gratuitamente, por isso posso ter deixado passar alguns. Mas é o suficiente para ter certo medo quando os sapatos de alguém chamam a atenção pela negativa...

Lá dizia o outro, o diabo está nos detalhes. 

3 comments:

Sérgio S said...

Eu só posso ser má pessoa, afinal calço muitas vezes sapatos feios (segundo os meus colegas entendidos na matéria...)

Géraldine said...

Ahahaha! Belo post! :-D

Imperatriz Sissi said...

@Sergio, ser descontraído não quer dizer ser má pessoa. Isto é só um indicador extra..

@Obrigada, Géraldine :D

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...