Recomenda-se:

Netscope

Thursday, April 23, 2015

Acho que os algoritmos gostam de insultar as pessoas.


Ou então andam a abusar das bebidas espirituosas. É que as redes sociais (em que por ossos do ofício tenho forçosamente de mexer mesmo que não me apeteça socializar) estão a fazer pouco de mim e quero acreditar que não é só comigo, mal seria.

Ultimamente, ou me sugerem páginas que não têm nada a ver com o meu perfil (por mais que eu edite as preferências volta não volta lá acham por bem que se calhar não vinha mal ao mundo por ir a um jantarinho todo revolucionário, a uma aula grátis de danças afro latinas ou por me tornar cliente de uma loja onde não punha os pés nem sob ameaça). Pior: insinuam que eu conheço pessoas que teria vergonha alheia (ou medo) de ver na rua, quanto mais. 

Se os algoritmos não fazem de propósito para me ofender, só há outra explicação: apesar de todas as definições de privacidade e limpezas, alguns conhecidos meus devem andar a fazer coisas bem estranhas de forma muito discreta e eu sou castigada por arrasto, em modo "diz-me com quem andas". 

Que grande rebaldaria deve rolar no reino dos algoritmos. 


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...