Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, May 19, 2015

B***ches be crazy (às vezes as mulheres envergonham-me)


Ao saber-se da notícia super importante para a Humanidade "Irina Shayk namora com o bem parecido Bradley Cooper" e mais crucial ainda, "afinal Ronaldo andava a trair a modelo russa como um perfeito bruto", os comentadores do costume largaram as bombinhas de veneno da praxe, feridos no seu zelo patriótico (ou na sua idolatria à bola e ao vil metal) como se o caso lhes dissesse intimamente respeito. 

Ai a malvada, a interesseira, só quer dinheiro - isto em termos bem mais categóricos, mal escritos, agressivos e malcriados (essa nunca perceberei; a rapariga trabalha e até é uma self made woman, interesseira porquê? Naturalmente vai namorar com alguém com quem se tenha cruzado nos meios que frequenta, nada mais lógico) . 

 Ou por proteccionismo (o atleta tinha era que namorar com a filha de todos eles, não com uma russa) ou por antipatia pura (o facto de não ser brejeira nem muito sorridente parece nunca ter caído bem à lusa gente, que se pela por "humildade") ou sei lá, a menina nunca conquistou grandes simpatias cá no burgo. Eu que não ligo a futebol acho que uma rapariga culta e com algum porte ter-lhe caído em graça foi intervenção divina - adiante. Claro que não lhe perdoam, porque não entendem que haja melhor que o Ronaldo, que Irina não esteja devastada, a chorar pelos cantos, ou a descabelar-se em entrevistas amargas como se lhe devesse os 15 minutos de fama e a única chance de felicidade nesta vida. Azarito. You go, girl



 Mas o que me fez deveras confusão foi, face à possibilidade de o jogador ter traído a ex como gente grande (ou a ser verdade, como um garoto deslumbrado com idade para ter juízo) haver montes de mulheres, de várias idades,  a dizer "bem feita!", "é novo, tem é de aproveitar", "peneirenta, mereceste", etc, etc.

 Quando leio/vejo coisas destas, sinto um desprezo a crescer por mim acima que não calculam. São estas pérolas que dão má fama às mulheres - de invejosas, de competitivas, de uma coisa que agora não digo. São atitudes assim que fazem com que os homens não nos respeitem e no limite, que nem no mundo do trabalho sejamos tão levadas a sério, com prejuízo de muitas mulheres honradas e competentes por aí. São sujeitinhas com esta forma de pensar - competitiva, rasteira, cúpida - que não hesitam em interferir em relacionamentos alheios (nem que não tenham chance alguma) em lançar a desconfiança entre os casais, em destruir lares, em recorrer às maiores baixezas. 

E são tais barbaridades  - defender uma atitude que não presta e não ter a menor empatia umas com as outras - que levam a que certos misóginos sustentem que as mulheres são burras, um poço de iniquidade e incapazes de gerir as liberdades que conquistaram.

 Digam-me lá, "senhoras", mereceu porquê? O que é que faz uma mulher que (não há vozes em contrário) respeitou o seu compromisso... merecer a dor, a humilhação, a punhalada de uma infidelidade? Uma mulher que nem conhecem? Por ser bonita? Por estar lindamente? Porque o Ronaldo namorou com ela em vez de ter namorado convosco ou com a vossa filha/neta/etc? Se o sentissem na pele, gostavam? Era bem feito, não era? Ou só porque ele tem meios, já não se importavam, mais traição menos traição era tudo lindo? E nesse caso, quem são as interesseiras?

A notícia é uma treta, mas o problema é sério. De fundo.





3 comments:

Sandra Marques de Paiva said...

Concordo totalmente. Daí dar-me melhor com os homens, é que não se aguenta tamanha falsidade e estupidez. Este mundo precisa urgentemente de uma mudança de mentalidades, parece que estamos a regredir cada vez mais. Daqui a nada, somos todos bichos....

Lingua Afiada said...

~Esta notícia que não interessa a ninguém gerou realmente duas reações qual delas a mais estúpida. Uma que descreves aqui, outra em que as mulheres dizem que ela fez um up grade para o Bradley Cooper. Mas o que raio é que nós sabemos destas pessoas para sabermos se foi um up grade ou não? Julgam as pessoas pelas aparências e metem-se na vida delas como se fossem peritos em relações amorosas.
Se fez um up grade ou não lá ela o poderá dizer, se analisarmos a aparência dos dois a meu ver não foi, mas isso não interessa nada. Entretanto espero que o Bradley a trate bem, já que o menino teve um casamento que durou 4 meses o que a mim não me inspira grande confiança, mas toda a gente comete erros.
O que não se entende mesmo é que mal tratem a Irina por tudo e por nada ora porque namorava com o Ronaldo ora porque namora com o Bradley. Mulheres ela é linda, inteligente, empreendedora e rica é natural que encontre um homem bonito, interessante e também ele rico. Qual é o problema?

Imperatriz Sissi said...

@Sandra, acho que a vaidade desmedida (e ferida) e a falta de caridade com o próximo estão na origem disso tudo. A educação feminina, tanto na escola como em casa, tem sido muito descurada.


@Língua, de facto se foi um upgrade só ela o saberá. É relativo...aos meus olhos foi porque o Bradley é um homem com uma certa elegância e mais em comum com ela, profissionalmente falando. Mas não é só isso que conta. E desejo-lhe boa sorte porque a ser verdade terá aturado muito e não merece outro desgosto. É uma notícia da treta, mas há uma mulher com sentimentos por trás de tudo...

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...