Recomenda-se:

Netscope

Saturday, June 20, 2015

Moral do dia: para baixo todos os santos ajudam, mas para cima...


Bem diz o povo "para baixo todos os santos ajudam, mas para cima...". E isto é verdade em muitos aspectos. Evoluir exige esforço: descambar por ali abaixo é muito fácil. 

 A um estudante aplicado podem bastar umas semanas de descuido e farra para as notas descerem. Para quem se preocupa muito com a linha, uma fase de preguiça pode deitar a perder meses de exercício e cuidados com a alimentação. Manter a pele bonita, com os devidos cuidados, é uma mera questão de disciplina - mas deixem-se andar uns meses a desleixar a limpeza, o protector solar, a hidratação e ponham-se a torrar na praia que vão ver o aspecto baço com que fica, e a canseira que é recuperar. 

 No ballet, um passo em falso compromete toda a coreografia. Uma pequena lesão pode complicar a carreira ao maior jogador de futebol.

 Num bonito visual basta um acessório a mais, um excesso de maquilhagem ou uma peça extravagante, de ar barato, para estragar o ramalhete.


O mesmo acontece com a reputação - que D. Francisco Manuel de Melo afirmava ser como a água cristalina: uma gota de tinta chega para a tornar turva, limpá-la é que é complicado. 

 Assim é em tudo; e o pior é que as "descidas" são contagiosas, como todo o exemplo. Se uma pessoa de carácter elevado e boa fama concede ( julgando que daí não vem mal ao mundo) conviver com almas de viver e ar duvidoso, com  quem não se aprende nada...está a abrir as portas a uma descida de ideias, de modos, de hábitos - para não mencionar as confusões que convida. Pessoas interesseiras e de mau porte nunca se aproximam para trazer nada de bom...

Não é só a  própria reputação se empena: as pessoas de bem que lhe eram próximas sentem-se ofendidas com tais novas amizades e ou se afastam para não se contaminarem ou ficam, na tentativa de controlar os estragos, atraindo por sua vez o mal para si; isto se, revoltadas com a situação, não permitirem elas próprias outros convívios igualmente indesejáveis, seguindo-se um efeito dominó que é desastroso. O abismo atrai o abismo. E deste modo se têm deixado cair grandes amizades, bons negócios, organizações respeitáveis, amores firmes, famílias unidas...um mau elemento basta para lançar a baixeza e a discórdia. E reparar os danos nunca é tão fácil como 
causá-los.



  Alguém disse que às vezes não é boa ideia andar por aí com uma mente muito aberta, permeável a tudo o que lhe queiram pôr lá dentro; ao que é mau, deve-se sempre fechar o ferrolho. Só assim se pode ser fiel - fiel aos valores de base que se receberam, aos princípios e objectivos de vida, às pessoas que são realmente importantes. É uma forma de inflexibilidade positiva.

 Sem ela, sem essa fidelidade que não admite dúvidas ou excepções, não pode haver paz nem estabilidade; e sem isso, o aperfeiçoamento é impossível. É como aqueles contos em que um pecadilho basta para uma alma perder a chance de entrar no céu...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...