Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, June 16, 2015

Nancy Mitford dixit: mau vento, mau casamento, más companhias e má memória





 "Não haveria consequências, pois as pessoas têm fraca memória para este tipo de coisas... e no fim de contas, não há nada para esquecer excepto o mau gosto"

                                                      Nancy Mitford, "Love in a cold climate"

Ante uma amizade danosa ou ligação de mau agouro, o que está feito está feito; se vemos um cavalheiro decente ou uma rapariga de juízo serem levados por amigos estroinas; ou então um bom rapaz ou uma mulher elegante e bondosa unidos a uma pessoa sem nada que se recomende, das duas uma: ou corre tudo pelo melhor e só se estraga uma casa, ou não dá em nada, 
zangam-se as comadres, vai cada um para seu lado e do mal, o menos. 

Só resta esquecer o mau gosto - que é o que por vezes choca mais quem vê.

Afinal, a má pontaria nas companhias e nos amores é como o mau vento -ou como  um faux pas de moda cometido num momento fashion victim - passa, apagam-se os retratos e esquece. E Nancy Mitford, cujo grupinho de seis irmãs encantou e escandalizou a boa sociedade inglesa nos anos 30, sabia do que falava: ela própria fez um casamento infeliz, enganando abertamente o pobre marido com um oficial francês; a irmã Diana - a lindíssima Lady Mosley, comparada à Vénus de Botticelli - socializava alegremente com Hitler juntamente com a mana Unity; a do meio, Jessica, para contrariar fez-se comunista; só a mais nova, Deborah, teve uma vida sossegada como Duquesa de Devonshire.

 Mas para a posteridade o que ficou foi a imagem de seis lindas e endiabradas raparigas do seu tempo e do seu meio...não há poeirada que um pouco de glamour e cinismo não cubram! Isso aos olhos do mundo, claro. A pureza de consciência é uma história completamente diferente. Qualquer erro, para ser sanado, exige contrição, expiação e redenção, porque só o vento não basta, nem o correr das águas...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...