Recomenda-se:

Netscope

Friday, June 5, 2015

Pensamento do dia: vejam que responsabilidade, meninas e senhoras.


"A mulher pode ser exemplo ou escândalo; anjo ou demónio; pérola ou tição; amor ou ódio; consolação ou desespero; paraíso ou inferno; auxílio ou ruína; árvore de fruto ou urtiga...os homens fazem as leis, as mulheres, os costumes".

Está certo que a frase é antiga, e que as mulheres também já vão fazendo e assinando leis; mas não deixam por isso de ditar os costumes! E isto tanto nas coisas pequenas e privadas, como nas grandes. Senão, reparem..vejamos exemplos simples. (*Sem querer repetir-me mas já repetindo, que do modo como as coisas andam nunca é demais repetir*).


  No local de trabalho: os homens procedem como sempre procederam (ou como os convidarem a proceder...) para bem e para mal. Se as funcionárias não forem profissionais, agindo como se estivessem a falar com as amigas num salão de manicura, dando-se às intrigas, picardias e mexericos umas com as outras; não respeitando as regras de apresentação, vestindo-se como quem vai para uma discoteca; ou pior ainda, alimentando esquemas e namoricos (não sejamos hipócritas, toda a gente ouve histórias destas) como querem ser respeitadas ou contribuir para um ambiente elevado, de confiança e centrado naquilo que realmente importa?

O mesmo se pode dizer da blogosfera: se descem a guerrinhas e alfinetadas, daqui me perguntaram, daqui me responderam, deixando-se contagiar por certas brejeirices, instala-se um clima muito pouco próprio, que não abona a favor de ninguém, mas que se espalha em modo "se todas escrevem assim, vou fazer o mesmo". Quem tem obrigação para mais, que ignore os melindres e se remeta a um silêncio senhoril!

 Na vida social: o dress code para um homem não costuma ter grande coisa que se lhe diga. Se pede fato escuro, basta um cavalheiro apresentar-se assim e está feito; pode ser um fato melhor ou pior, mais elegante ou menos mas é difícil passar uma vergonha com isso. E o arm candy que o acompanha? Se se mostra em público com uma flausina vulgar, semi vestida, espaventosa...ou pelo contrário, com um saco de batatas sem graça nenhuma...aí fica apresentado, coberto de ridículo ou de pena.

De resto, em quaisquer eventos - oficiais, familiares, informais, religiosos, solenes - basta uma mulher proceder como deve, apresentar-se como deve, para que outras se inspirem; mas se muitas procedem mal, descem os padrões e é o que sabemos.

Em casa: se a mulher não dá bom exemplo às filhas nem lhes censura as modas (e os modos)  inconvenientes ou que caem no ridículo, não há grande coisa que o pai possa fazer - por muito consciente que seja - sem ser considerado "o mau polícia".

 Nos média, na política: se não houver serenidade na escolha, tratamento e apresentação dos conteúdos, dos argumentos, das propostas, não há só o risco de as mulheres não serem tomadas a sério. Existe o perigo muito maior de influenciar para o mal milhares de mulheres, milhares de raparigas e pior ainda: não se esqueçam que os homens agem de acordo. Voltados para o exterior, por tradição e por genética, esperam inconscientemente medir a sua moral e têmpera por aquilo que a nossa aprova e permite.

 Bem dizia Oscar de la Renta, "uma mulher deve conduzir-se como se tivesse sempre três homens a observá-la". Nem é tanto por nós, é por eles também...


1 comment:

Lingua Afiada said...

Os exemplos maus são tão tantos que começa a ser difícil, especialmente para as gerações mais novas, terem bons exemplos a seguir.
Eu própria começo a achar que sou demasiado conservadora quando comento com algumas pessoas que as jovens hoje em dia vão muito mal vestidas para a escola.
Por outro lado, cada vez mais temos dificuldade em arranjar peças de bom corte e intemporais sem recorrer a marcas dispendiosas. Tenho de pensar seriamente em voltar à costureira, infelizmente a minha de sempre já não trabalha há um bom par de anos e a falta que ela me faz.
Os 30 são tramados, este meio-termo entre não parecer adolescente e não aparentar ter mais 10 anos é complicado de gerir.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...