Recomenda-se:

Netscope

Saturday, July 4, 2015

6 "Pecadilhos" pouco levados a sério (mas que são um atraso de vida)


A mentira, as cordilhices, mexericos, intrigazinhas, desconfianças e derivados são, como todos sabemos, coisas desagradáveis - e por vezes, com consequências graves - em qualquer época. Mesmo nos tempos de grande ligeireza de costumes e elasticidade moral que atravessamos, em que tudo se relativiza - e em que tão feias acções ocorrem mais por via virtual (e bem mais rápida) do que nos salões ou junto à fonte da aldeia, a queixa mais frequente que se ouve por aí, quando alguém se lamenta das acções de outrem, é "fulana é uma falsa!".

 A Doutrina foi um bocadinho mais longe ao detalhar as infracções ao 8º Mandamento: "não levantarás falso testemunho", com esclarecimentos que são puro bom senso ou seja, úteis a quem é espiritual, mas também a quem se preocupa apenas em ser uma pessoa decente. Ora vejam (ou recordem, caso tenham feito gazeta e pregado toda a sorte de partidas à vossa catequista que era boa pessoa, mas super rabugenta) este pequeno glossário de patifarias:



1- Detracção ou murmuração- manifestar, sem justo motivo, os pecados ou defeitos alheios. Vulgo, chegar à mesa do café e queixar-se gratuitamente do marido, da prima ou pior, contar os pecados íntimos da Mariana ou do Alberto, que não dizem respeito a nenhum dos presentes.




2- Calúnia- esta é fácil: atribuir ao próximo culpas e defeitos que não tem. Pode ser uma calúnia grave, daquelas que custam carreiras, negócios e casamentos (e que muitas vezes vão parar ao tribunal) ou apenas dizer a terceiros, de cabeça quente e sem ser verdade, "a minha namorada é a pior pessoa do mundo! Fez isto, fez aquilo, etc". Muitos casais (e amigos ou familiares) caem neste terrível hábito e depois, quando voltam a estar bem, é  complicado reabilitar a imagem do visado aos olhos de quem ouviu, graças a parvoíces ditas quando se está zangado. No mínimo, perde-se a seriedade...na dúvida, guardar tudo para si até prova de contrário!




3- Adulação - a.k.a. graxa. Esta acho que não é só pecado, é repugnante. Consiste em enganar uma pessoa dizendo-lhe falsamente bem dela ou de outra, com o fim de tirar daí algum proveito



4- Mentira jocosa: é aquela pela qual se mente por gracejo e sem prejuízo para ninguém. Pode não prejudicar, mas quem o faz constantemente torna-se cansativo para os demais. Sabem as criaturas que brincam, alfinetam, contam patranhas só para arreliar, macaqueiam o tempo todo e com quem nunca se consegue ter uma conversa direita ou uma discussão em termos, nem quando o assunto é grave? Ufff!




5- Mentira oficiosa: é a afirmação de uma falsidade para proveito próprio, sem prejuízo de ninguém. Vulgo mentira piedosa, mas para ganhar alguma coisa com isso. 

6 -Mentira danosa: é a afirmação de uma falsidade, com prejuízo do próximo. Estas são as piores (e "pecado mortal se o dano em causa é grave", valha-nos isso!) mesmo quando parecem pequenas. No entanto, há quem as conte todos os dias como quem diz "pão". Das contadas para prejudicar deliberadamente terceiros às ditas para enganar o próximo (ex: eu? Eu nunca mandei mensagens à Catarina!! Juro que mal a conheço!") o catálogo é grande.


E conclui-se a explicação dizendo, claro, que nunca é lícito mentir, porque a mentira é coisa má por si mesma; no entanto, o silêncio pode ser a melhor defesa já que não é necessário dizer tudo conforme se pensa, especialmente quando quem pergunta não tem o direito de saber o que pergunta.

 Com seis maneiras diferentes de fazer asneiras contra o 8º Mandamento, há muito por onde escolher...e para quem não quer perder a face nem a reputação e seguir bons princípios (mesmo que não acredite em Mandamentos) muito a vigiar...porque é tão fácil (por desabafo, por nervos, por patetice pura) escorregar para uma mentirinha ou duas...a discrição cabe em todo o lado, e o calado vence tudo!



1 comment:

Lingua Afiada said...

Muitos problemas seriam evitados se as pessoas não dissessem tudo o que pensam no imediato sem filtro e sem pensar duas vezes.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...