Recomenda-se:

Netscope

Friday, July 3, 2015

E a capacidade masculina de embirrar por hoooooooras?


É inegável que há diferenças físicas entre homens e mulheres: eles têm mais força, músculos mais vigorosos, um cérebro ligeiramente maior (o que nada tem a ver com qualidade, que isso da burrice é democraticamente unissexo) e...pulmões grandes, que lhes permitem refilar com enorme resistência. As mulheres podem ser rezingonas, podem ser acusadas - com certa justiça, algumas - de murmuração, de ralhar e ralhar non stop e de ir buscar coisas do tempo da arca de Noé a cada discussão, mas eles não ficam atrás.

Às vezes os homens chegam a cair em estereótipos femininos, por muito másculos que sejam, e a comportar-se como autênticos bebés. Se um bebé está incomodado com qualquer coisa que não sabe ou não quer explicar, vai peguilhar por tudo. Berra, chora, atira o biberon, a taça da papinha, os ursos, esperneia....e só ao fim de um longo bocado a mãe (ou a ama) atina com o que se passa: é um dente a romper, calor, sono ou dor de barriga. Resolvido o problema, já quer o urso, já come a papa e dorme a sesta satisfeito. 


Assim são eles, quando algo os mói lá por dentro e não querem admitir ou não conseguem precisar muito bem o que os perturba: cansaço, desconfiança, uma má recordação, um dia difícil no trabalho, uma insegurança qualquer...e zás, a culpa é toda da mulher (ou da mãe, namorada, irmã...). E como são demasiado crescidos para chorar aos guinchos, refilam, em modo disco riscado.  É que bem podiam chegar e dizer, como adultos "estou aborrecido porque fizeste assim, disseste assado ou não procedeste frito e cozido como eu queria" ou ainda "estou frustrado cá com as minhas arrelias, não é nada contigo mas não me maces muito". Isso é que era bom!

 A maioria faz como aquele camponês do conto popular, que arranjava todas as desculpas para quezilar com a companheira: 



   Vão inventar pretextos do arco da velha, dizem os piores disparates, colocam defeito em tudo, evocam coisas que já lá vão e não são para ali chamadas...e isto horas! 

Depois de descarregada a nuvem negra acalmam, como se não fosse nada com eles. E só ao fim de não sei quanto tempo a pensar "que raio foi isto?" é que uma mulher, tal como uma mãe ou uma ama, dá com a causa...

 Bem diziam as avós que se tem de saber ser maternal com eles, 


dar-lhes o desconto, ou nada feito...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...