Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, July 28, 2015

Frase do dia: fia-te no destino, mas...


'O destino guia quem consente 
e arrasta quem recusa'. 

                                            (Ditado estóico)


Muitos grandes pensadores se debruçaram sobre a ideia de destino. Podemos crer nele, e/ou na Divina Providência; aceitar mesmo a ideia de amor fati, de não resistência para não sermos arrastados. 

 Outra hipótese plausível no meio destas é acreditar como Maquiavel em usar a Virtude, a capacidade de se antecipar e reagir aos acontecimentos que está na nossa mão, para tirar o melhor partido da Fortuna - a versão feminina e caprichosa do destino - que ninguém pode prever nem controlar; apenas conservá-la amiga usando o instinto, a ousadia, dominando-a e raptando-a de vez em quando.

Não há mal em sentir que algo nos é destinado, em ter uma certeza interior que nos permite observar os acontecimentos com calma e fazer o que é preciso ser feito all in peace, all in time. Há acontecimentos e ligações que parecem de facto fadados, escritos na pedra e quanto mais tentamos afastar-nos deles, com maior força nos perseguem e atingem. 

Mas isto não é desculpa para deixar a virtude de lado ou seja, não fazer nenhum, zombar do destino achando que mesmo assim ele nos dará de bandeja o que é nosso e pior - virar-lhe a bandeja, bater-lhe e mandá-lo passear porque está tudo garantido, porque se acha que a oportunidade há-de voltar quantas vezes nos apetecer. Não fazer nadinha, ou estragar tudo, e ainda reclamar com o destino ou a fortuna que se limitaram a fazer o seu trabalho, a abrir janelas de oportunidade, é muita lata. E abuso. 




No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...