Recomenda-se:

Netscope

Saturday, July 4, 2015

Por trás de um grande livro, há sempre uma grande mulher.



Ainda que não inspire de todo o enredo - pelo menos de forma óbvia. O famoso escritor americano Nathaniel Hawthorne era muito amigo da mulher, Sophia. Tinham um casamento perfeito, pois além de se amarem muito partilhavam a mesma forma sossegada de estar, vivendo quase um para o outro, muito retirados. Nathaniel dizia dela "é a minha pomba...a minha companhia, e não preciso de outra". Sophia, que se dedicava à ilustração, era também uma mulher bastante espiritual. Curiosamente, toda a vida sofrera de enxaquecas, que só haviam desaparecido após conhecer o marido...um dos casos em que o amor cura tudo!

 Ora, sucedeu que em 1848, Nathaniel perdeu - devido a politiquices - o seu emprego na alfândega de Boston, voltando a casa desesperado, angustiado, a barafustar...como seria normal e compreensível.

 A serena reacção da esposa surpreendeu-o. "E então? Agora já pode escrever o seu livro"....disse simplesmente, referindo-se à ideia para um novo romance que tinham discutido tantas vezes. "Fiz algumas economias e podemos bem suportar este pequeno sacrifício".

 Animado pela previdência e tranquilo optimismo da mulher, Nathaniel assim fez e em 1850 publicou A Letra Escarlate - um best seller imediato, que lhe rendeu uma soma apreciável logo no ano em que saiu para as livrarias e que é considerado uma das maiores obras da literatura norte americana, senão um dos grandes romances da Humanidade...



 Sophia fez bem justiça à ideia bíblica de que nada vale tanto como uma mulher ajuizada e sensata. Se ela não demonstrasse tanta fé no marido (e se não fosse uma hábil gestora) talvez A Letra Escarlate nunca tivesse visto a luz do dia. 

 Por outro lado, se Nathaniel não tivesse igualmente confiança no juízo da esposa, se o desconsiderasse dizendo "ora, tolices de mulheres! Vou lá agora parar um ano a escrever um livro?" se calhar tínhamos sido privados de uma belíssima obra, amplamente traduzida, analisada e dramatizada até hoje...

Não há nada como um casal que trabalha em equipa - nada como um homem e uma mulher que confiam inteiramente um no outro.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...