Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, August 19, 2015

As coisas que eu ouço: o conciliábulo das redondinhas


Numa mesa de café, três mulheres bastante novas a conversar. Podiam passar por irmãs, tão parecidas eram: todas da mesma altura, vestidas da mesma maneira, com o mesmo penteado (um rabo de cavalo feito à pressa e bastante puxado para trás). Supus no entanto que fossem amigas, já que cada uma contava em pormenor como ia a sua dieta e o que andava a comer ao almoço e ao jantar...

Dizia uma: eu já perdi três quilos, não notas? E outra: eu estou mesmo contente, já perdi quatro...

E isto bem alto, para quem queria (ou não) ouvir, todas animadas, seguido pelos detalhes do regime milagreiro...

Ora, longe de mim fazer pouco de quem quer que seja por ser gordo ou magro, já que nem sempre está na mão de cada um (a) o engordar e o emagrecer, nem a maior top model está livre de, sei lá, ver-se obrigada a tomar uma medicação que provoque um inchaço terrível. O que é mau é o desleixo: vejo por aí raparigas muito jovens, que ainda nem tiveram filhos, que não têm o menor cuidado, tratando de cultivar e exibir um barrigão como se tivessem tido três ou quatro e bebido muita cerveja toda a vida...

Não era no entanto - ou deixara de ser por enquanto - o caso destas, todas empenhadas na beleza e na saúde. O que me fez rir foi a sua indiscrição, já que sempre me ensinaram que estas coisas de dietas não são para berrar ao mundo, muito menos enquanto se come ou bebe. No mínimo, até ter dado mesmo resultado! E aquelas três, segundo ouvi e vi (e ouvi tudo, porque não podia evitar) ainda estavam muito longe do objectivo final...

 Mas o pior não era isso: com a sua avantajada figura, cada uma mais rolicinha que a  outra, rechonchudinhas que dava gosto, estavam vestidas com um à vontade que ninguém diria que se preocupavam com o seu aspecto: tank tops de cava americana, a realçar umas costas capazes de rebater toda a maledicência e uns braços de pôr em sentido a Padeira de Aljubarrota; calças de algodão justas, a revelar todas as redondezas...enfim, uma flagrante mostra de abundâncias. Com tanta roupa adequada a curvas de tamanho maior, e elas naqueles preparos.

Nem quero imaginar o que (não) vestirão caso venham mesmo a emagrecer...com o entusiasmo, são capazes de se juntar ao exército das leggings, mini vestidos e por aí.



No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...