Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, September 16, 2015

As coisas que eu ouço: até para ser um traidor barato é preciso habilidade



Sabem a fórmula Bíblica "quem é fiel nas pequenas coisas, também é fiel nas grandes?". Há por aí rapazinhos (e rapariguinhas, calculo) que deviam tatuá-la no braço, bem visível, já que as tatuagens estão tão na moda.

Era mais original que os Carpe Diem, os ditos em chinês (que para eles são chinês) e os anjinhos nas costas ou golfinhos nos rins e ao menos servia para alguma coisa. Por norma não tenho o hábito de armar em justiceira, mas ver o mal passar e não fazer nada, em modo "não julgueis; o que importa é ser feliz" ou "vive e deixa viver" é meio pecado. Dos feios.

Depois, eu que já tenho insistido tanto por aqui, nos textos de relacionamento, que a infidelidade leve é tão grave como as outras, havia de ser bonito deixar passar esta em branco. 

É uma daquelas situações que acontecem hoje em dia a qualquer mulher com acesso à internet desde que ela não seja um estafermo de meter medo, e que cada uma devia chamar a si a missão de atalhar com uma resposta bem torta! Por uma questão de respeito próprio e solidariedade feminina.

Estava muito sossegada a trabalhar numas papeladas, com as redes sociais em modo on como costumo ter por causa dos feeds de notícias e de algumas mensagens a que era preciso responder, quando recebo uma missiva toda elogiosa, de um caramelo que não me pareceu que conhecesse.




Fui ao perfil da pessoa - com quem de resto, tinha amigos em comum - e constatei que não, nunca tinha visto aquela cara banalíssima. 

Nem responderia - porque a experiência ensina que há parvoíces que é melhor deixar sem réplica - não fosse um detalhezinho: o rapazola aparecia em grande destaque, em mais do que um retrato, abraçado a uma pobre mulher que não deve saber o estojo americano que tem ao lado.

Fiquei verde, por várias razões:

Primeiro, pelo óbvio. O que é que dá a um palerma desses o direito de dirigir galanteios a uma pessoa que não tem nada a ver com ele, eventualmente comprometida e que não conhece de parte nenhuma? É muita audácia, mas hoje em dia já nada soa estranho.


Segundo, por uma questão de empatia e decência, que algumas mulheres ainda são capazes de sentir. Uma pessoa vê estas coisas e pensa "que horror- e se eu estivesse no lugar dela? Descansadinha a confiar nele, e sua excelência a cortejar outras". 

 Terceiro e mais importante: pela imbecilidade.

É que já que *tentam* conquistar mulheres às escondidas da legítima, ao menos esforcem-se por ser vigaristas capazes! Fazê-lo assim é triplo insulto. É acharem-se muito lindos (NOT!), é chamar burra à namorada e supor que as outras são almas sem gosto nem ética que não se importam de dar conversa a um sujeito comprometido (fiados, se calhar, na vaidade e sentido de competição de certas mulherzinhas). Por fim, nem para eles são bons, ainda que alguma desesperada lhes achasse graça: "olá, sou o Manel e gosto de trair as minhas namoradas via redes sociais". Belo cartão de visita.

Ser um traidor barato é mau, mas ser traidor E estúpido como um melão é muita desgraça junta...


De modo que me subiu assim uma onda por mim acima e por mim abaixo e decidi fazer troça dele sem ser muito malcriada nem dizer claramente "ganhe vergonha". Tirei uns segundos aos meus afazeres e, como ele tivesse escrito "muito gira", respondi "obrigada, a sua mulher também".

E ele, atrapalhado, que não era casado. Retorqui: perdão, namorada
E o traste :"não tenho a certeza se ela já é minha namorada". 

Resposta pronta: "andar atrás de outras nos social media não é a melhor forma de descobrir, pois não?".

E rematando em duas palavras que não tenho, nem quero, liberdade para ouvir elogios desses, desejei-lhe um bom dia.

E não é que ele disse "tem toda a razão" ?

Não sei se serviu de alguma coisa, mas soube-me às mil maravilhas. Agora imaginemos os sarilhos e desgostos que se poupavam por este mundo fora se cada mulher que recebe palavras destas de um imbecil destes o pusesse no seu lugar. Fica a dica.








2 comments:

Carla Santos Alves said...

É verdade, poupava-se muita lágrima e muita casa desfeita :)

Quem não é honesto, é assim mesmo em todos os aspectos da vida, o que é triste, logo à partida.

Adorei o post.

Géraldine said...

:-D :-D :-D

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...