Recomenda-se:

Netscope

Saturday, October 24, 2015

Dois cosméticos que me surpreenderam este mês.


Como é fim-de-semana e não me apetece pensar em coisas muito sérias, eis duas descobertas que fiz recentemente e que precisava de partilhar com as meninas e senhoras cá do boudoir:





Já sabem que unhas de gel ou gel nas unhas não é comigo. Vernizes coloridos e fantasias não são comigo. Nesse campo, less is more. Cheguei a gostar da parafernália gel-em-casa da Essence (que apesar de tudo me durava mais do que a manicura feita no salão) mas mesmo assim pôr e remover era tão maçador acabei por oferecer tudo a uma amiga que essa sim, gosta e tem habilidade!
 Bom, a marca deve ter chegado a uma conclusão semelhante porque retirou essa gama do mercado e substituiu-a por vernizes de textura gel sem lâmpada, em três passos (dois facultativos). Já usei duas cores e fiquei muito satisfeita, mas entretanto reparei nesta coisa fofa, o verniz "The Jelly - Bubble Gum". É uma espécie de translúcido com cor mas como o nome indica, tem textura de gelatina, logo nota-se mais mas ao mesmo tempo parece - como alguém disse- o prolongamento da unha. Deixa uma cobertura espessa e rosada - ideal para quem, como eu, prefere bases coloridas ou transparentes com "um tonzinho" para um ar tratado et voilà. E o que dura? Dias a fio! Não largo.





A pele tem destes mistérios. Há uns meses, encantada com os  BB e CC  creams que se tornaram parte integrante da minha rotina, comprei o da Nivea, que prometia 5 benefícios, incluindo minimizar os poros e uniformizar a tez. Porém - como outras utilizadoras - concluí que seria bom para peles muito secas ou maduras. A cobertura era decente, mas o brilho...ai, o brilho! Definitivamente, too much. Prefiro as texturas mates (como o CC Cream da Bourjois ou o BB da L´Oreal) leves (Maybelline) ou se é para hidratação, o da Sleek ou o da Erborian.

Pois bem, entra o Outono e eu, que até com creme-gel me dou bem desde que use um bom hidratante de olhos, começo a sentir o rosto desconfortável, a repuxar...zás, reforço imediato de hidratação - que incluiu ir a correr buscar a fórmula mais rica da La Roche Posay, depois de dias a aplicar  tudo quanto era máscara, óleos, etc. E é claro que os BBs e CCs do costume, que uso depois do hidratante, não estavam a fazer o efeito desejado...

Lembrei-me então do Nivea que tinha deixado de parte. E não é que o maroto funcionou? A pele absorve tudinho e fica macia, airbrushed, com aquele ar de quem aplicou uma base dispendiosa. 

Lá está, nem sempre o organismo reage aos mesmos produtos de maneira igual. É preciso escutar as necessidades e ir adaptando a rotina às pequenas mudanças...por isso, fica a dica: se querem um BB Cream acessível e com cobertura razoável para o Inverno (ou para peles muito secas) este é uma excelente opção. O tom "claro" não é porcelana como eu gosto, mas espalhando bem e usando um bom pó compacto por cima fica um amor.





No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...