Recomenda-se:

Netscope

Thursday, October 8, 2015

O conselho da avó de D. Sebastião


Quem tem uma avó tem tudo, mesmo quando se trata de um Rei.

 Tendo sido a Senhora Dona Catarina de Áustria, viúva de D. João III (filha de Filipe, o Belo e de Joana, a Louca) regente de seu neto que se preparava para reinar tão novinho,
 entregou-lhe, na véspera de ele tomar o governo do reino, uma tábua de prudentes conselhos, sob a forma de provérbios. Contava-se que os versos tinham sido trazidos ao avô de D. Sebastião da sepultura de um Príncipe de Chipre, e a sábia Rainha deu-os ao neto como um recado do rei morto, recomendando-lhe muito que se esforçasse por deixar, à hora da morte, um epitáfio igualmente honroso:

1- O que pude fazer por bem, nunca o fiz por mal;
(ou como diria Maquiavel, "o bem sempre que possível, o mal quando necessário")

2- O que pude alcançar na paz, nunca o tomei por guerra;

3- O que pude vencer com rogos, nunca o afugentei com ameaças;

4-  O que pude remediar em segredo, nunca castiguei em público;

5-  O que pude emendar com avisos, nunca o puni com açoites;

6- Nunca castiguei em público, que primeiro não avisasse;

7- Nunca consenti à minha língua que dissesse mentiras, nem aos meus ouvidos que escutassem lisonjas; (gosto particularmente desta, que convém a quem está em qualquer posição de destaque).


8- Refreei o meu coração para que se contentasse com o seu pouco;

9- Velei por conservar os meus amigos, e desvelei-me por não ter inimigos;

10- Não fui pródigo em gastar nem cobiçoso em receber;

11- Do que puni tenho pesar, e do que perdoei alegria;

12-Nasci homem entre os homens, por isso comem os bichos minhas carnes (cruzes! Mas...é importante ter a consciência de memento mori - não somos nada!).

13- Ouvi virtuoso, e vivi virtuoso com os virtuosos; portanto descansará minha alma em Deus.


Máximas perfeitas para um Rei, mas também para qualquer pessoa de bom viver...



No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...