Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, January 6, 2016

Bruce Lee dixit (2): e parar de ser casmurro com a vida, não?




"Esvazia o teu cálice para que ele possa encher-se; torna-te oco para ganhares totalidade"

A frase acima faz-me lembrar outro pensamento sábio - do admirável D. Fulton Sheen- que vai dar sensivelmente à mesma ideia, embora sob uma perspectiva religiosa: “Nunca serás feliz se a tua felicidade depender somente daquilo que tu desejas. Muda o teu foco. Encontra um novo centro, será o que Deus quiser, e ninguém poderá tirar a tua alegria.”

Cada vez mais me parece que na vida há que fazer planos de uma forma geral, aberta, sem demasiado detalhe. É importante saber sensivelmente o que se quer, pois sem destino escolhido não há meio de transporte que valha; mas deixar algum espaço para que as circunstâncias (ou a intervenção divina e a Fortuna, para quem acredita) possam fluir e agir. Quanto mais deterministas e traçados na pedra os objectivos que não dependem só da nossa acção e escolha, maior o atraso de vida. Tenho de voltar a Maquiavel: a virtù nós controlamos- é a nossa capacidade de trabalho, de resiliência, de dedicação. A Fortuna - que são os factos aleatórios, a natureza, o zeitgeist e a vontade dos outros - já não dependem de cada um, mesmo que se seja um ás da manipulação. Aí tem de se aplicar a virtù para dançar conforme a música, pois lá diz o povo, são precisos dois para dançar o tango e onde um não quer, dois não brigam; e já dizia o Imperador Aurélio: é estúpido 
amofinar-se com o que depende de outrem (muitas vezes de gente que não sabe ver o caminho)  ou de objectos inanimados...

E no entanto, o que mais há é gente a adiar o próprio êxito ou felicidade - ou a comprometer a paz e alegria dos que lhe são próximos - porque tem ideias fixas: obcecou-se com aquele objectivo/negócio/projecto/pessoa (seja no âmbito profissional, de realização pessoal, amoroso...) e dali não se tira, não vendo as alternativas talvez melhores que estão à mão de semear (porque nem sempre o que se quer é necessariamente conveniente ou bom) ou desprezando-as mesmo que as veja. E um dia é tarde demais para aproveitar o que quer que seja, perdendo-se tudo por um desejo que talvez nunca se realizasse em primeiro lugar.

É como aquele ditado das Minas de Salomão: "procura o que está perto, pois o que está longe quase sempre te engana". 

"Bate e a porta se abrirá, procura e acharás..." é uma grande verdade. Mas por vezes há que ser flexível e humilde. Se a oração repetida todos os dias ou a acção em que se insiste ad aeternum  não produz resultados, talvez se esteja à espera do comboio na paragem de autocarro, ou a querer teimosamente o pior. Uma das mais belas orações - ou frases motivacionais - será mesmo "dai-me o estado que melhor me convenha". Porque às vezes, as pessoas não sabem o que é bom para elas, mas insistem que sim...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...