Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, January 19, 2016

Pessoas que esperam e esperam...até ganhar mofo


Acho muita graça às pessoas que esperam não sei o quê. Ou esperam não sei por quê, esperando que as outras as acompanhem nesse eterno esperar do que não prometeu de vir, mas que sentem que lhes é devido. Nesse ver navios no Alto de Santa Catarina. No seu sentar-se a ver como a grama cresce. 



Pessoas assim não comunicam: falam por enigmas, por indirectas, regem-se por negócios tácitos, por infinitas telepatias, por intrincados acordos de cavalheiros que nada têm de honrado, pois é a falar que a gente se entende e quem quer proceder de forma honesta, com boas intenções, não deixa lugar a dúvidas. São eternas crianças que querem o brinquedo, Deus nos livre se mais alguém tentar deitar mão ao brinquedo, mas não estão para se responsabilizar por ele.

 E muito de vez em quando, achando que um mundo que não funciona assim, porque nunca funcionou assim (irra, se funcionasse tínhamos a ruína da civilização há muito tempo) há-de abrir uma excepçãozinha para elas, lá dão um toque, lá se movem uns centímetros manipulando os outros a julgar que desta é que é, que algo mudará. Mas quem as conhece já se sabe que não. 



É apenas um interlúdio, uma tentativa no sentido de"que tudo mude para que tudo fique igual", como na cantiga do Elixir da Eterna Juventude do Sérgio Godinho. Só que a Pedra Filosofal não existe. A eterna Juventude não existe, por muito que se seja geneticamente abençoado (a) e até pareça que sim. Ninguém tem a eternidade pela frente, pelo menos não neste mundo. O tempo passa, a vida passa, não espera por quem está eternamente à espera de não sei quê sem desesperar, mas a fazer desesperar os outros. 



Como diria Freddie Mercury, time waits for nobody. Pessoas assim deviam aprender a letra desta canção de cor e salteado, como um mantra, a ver se deixam de achar que sentar-se numa eterna zona de conforto à espera de D. Sebastião é muito bom-  e pior, de contar que os demais achem isso normal, legítimo e arranjem um banquinho para esperar também...

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...