Recomenda-se:

Netscope

Monday, April 4, 2016

Volto a dizer: as pessoas perderam a noção da intimidade.





Os caros amigos e seguidores do Imperatrix têm o simpático hábito de me enviar conteúdos que podem interessar-me ou dar post - incluindo disparates que estão mesmo a pedi-las.

Mas devo dizer que na semana passada, me fizeram chegar alguns tão escabrosos que fiquei maldisposta durante um bom bocado. E que poderão dar mais do que um post, sendo que o mais grave não me está a apetecer tratar hoje. Tudo bem que cada um vive como quer desde que não vá contra a lei nem prejudique ninguém, mas há almas que só podem estar mergulhadas numa treva impenetrável. Que apenas com a presença e o exemplo, corrompem os costumes e debilitam a sociedade. Olha-se para elas e vê-se o demo atrás, a esfregar as mãos de contente.

Estava a constatar isso, nomeadamente através de duas ou três páginas brasileiras mas do agrado dos portugueses e escandalosamente más, destas que as "serigaitas guerreiras" adoram e cujos nomes bastam para arrepiar uma pessoa (vejam aqui, aqui e aqui por vossa conta e risco). 




E admirei-me com duas coisas (é um mistério como uma pessoa ainda se admira, apesar de tudo).

  Primeiro, como pessoas que conheço, aparentemente normalíssimas e com família, não têm constrangimento em seguir tais páginas (e em não esconder que as seguem,  quando o feicebuque até permite ser discreto nos descalabros que se acompanham). Sem fazer caso da pegada digital que deixam; assim, sem pejo, como quem gosta de uma página de culinária ou de desporto. 

E isso diz muito das pessoas, pois como já vimos, a boca fala daquilo que o coração está cheio. Ou, modernizando, os dedos fazem like naquilo de que o coração está cheio.

Depois - isto ainda é mais estranho - não só muita gente partilha em público as citações e imagens duvidosas de tais pornochachadas, como comenta na própria página. Geralmente, para marcar na publicação a amiga, o amasiado ou mesmo o marido. E como!


Se um meme fala, sei lá, em fazer loucuras e cometer pecados deliciosos (como elas dizem) num elevador ou imitar as 50 Sombras, é ver o mulherio a pôr tags em fulano ou beltrano, ou na amiga, a dizer "lembras-te?", ou "Xana Silvana, isto é a tua cara". E coisas piores, fora os taradões que para lá vão responder-lhes em termos bem categóricos, a ver se têm sorte. Isto público, para quem quer ver, passível de ser lido pelas chefias, vizinhos ou familiares de tais pessoas.

Se as #aftersexselfies já me espantaram, isto é de siderar as alminhas. Então, assim de repente, as pessoas perderam a vergonha de dizer o que fazem lá entre quatro paredes? Em detalhe? De revelar ao mundo que preferem mais assim ou mais assado? E ninguém acha isso esquisito?

 Mas calma, ainda fica mais estranho. É que isto não acontece só em páginas dedicadas a rituais de acasalamento duvidosos. Também sucede em páginas algo lamechas e com imagens que se dispensavam  - mas inocentes e bem intencionadas, como esta com conselhos para gestantes.

SAY WHAT???

  Páginas essas que apesar de falarem em books fotográficos de gosto questionável e de mostrarem dejectos de bebé (vejam por vós, eu cá não vou linkar uma coisa dessas) dão dicas de pediatras válidas e até, de obstetras para a alcova, como "cumprir os deveres conjugais de determinadas maneiras pode ser prejudicial". Certo, são conselhos de saúde sérios e daí não vem mal ao mundo. Cada uma que leia e se informe para seu governo.

O que é bizarro é as seguidoras da página, toldadas das hormonas (é que só pode) esquecem que estão em público e se põem com os tais comentários a contar o que fazem ou deixam de fazer. Vulgo "viu, Jeyson Tadeu, por isso é que fiquei tão mal no outro dia", ou " Tânia Carina, já «vistes»? Tens de avisar o Ricardão!» ou ainda "quando li isto, avisei logo o meu marido que acabou essa brincadeira!".

Ora, por amor de Deus. O que é que o mundo tem com isso? Porquê, porquê? Onde está a discrição que costumava ser apanágio de uma futura mãe? Ou a brejeirice é non stop, mesmo depois de tanto like em memes de "sedução" resultar em trazerem consigo um "passageiro" que chora e bebe biberon? Não percebo, não quero perceber, só observo.











3 comments:

A Bomboca Mais Gostosa said...

Perdeu-se todo o decoro. Enfim

Imperatriz Sissi said...
This comment has been removed by the author.
Imperatriz Sissi said...

Estamos às portas do fim do mundo. Já faltou mais.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...