Recomenda-se:

Netscope

Sunday, May 22, 2016

A titi dixit: boas energias




Não sei que bicho mordeu nas pessoas ultimamente, mas anda para aí uma espiritualidade new age em pó que é atirada a torto e a direito. Nas redes sociais, então nem se fala: das citações do Papa Francisco com conveniências que Sua Santidade nunca disse  citadas por pessoas que acham que cumprir os preceitos da Fé dos seus antepassados é uma seca mas enfim, o Papa é fofo, às coisas mais esotéricas estilo reiki, cristais, unicórnios, frases de gurus estilo Gustavo Santos e afins... o que importa é transmitir muita luz e muito boas energias



Nem vale a pena dizer - falando exclusivamente do ponto de vista snob ou cultural do assunto - que, se na época dos hippies isto era tudo novidade e se há uns dez anos, as religiões e crendices exóticas cingiam-se a um nicho, tinham um certo apelo cool  e eram pintadas/postas em prática com alguma seriedade e erudição, actualmente banalizaram-se tanto como as tatuagens. 



Quando a ala das tupperwares, da venda de batidos e da nail art começa a gostar de certas coisas, é altura de começar a olhá-las com desconfiança- sejam piercings ou tatuagens, sejam sistemas de crenças e terapias. 

A espiritualidade New Age, que nunca foi de fiar para começo de conversa, está, portanto, a empindericar-se (há mesmo uma piada que circula entre os adeptos das ciências ocultas: como se distingue um ocultista de um adepto da New Age? Atiramos os dois à água: o New Age vai ao fundo com tantos cristais). Há a Fé, a Religião, a Espiritualidade (tudo coisas que exigem estudo e compromisso)...e há a versão serigaita e instantânea disso tudo. Fofa, fácil, para inglês ver e atrair o Like em modo "sou o Capitão óbvio, super positivo e boa pessoa. Paz e luz, irmãos!". Mal por mal, antes quem vai a terreiros e faz despachos ou anda para aí a tentar levantar mesas em sessões espíritas à moda da Belle Époque: é mais honesto *e interessante do ponto de vista antropológico*!


 Depois, não conhecêssemos de cor e salteado algumas destas assombrações (a maioria super dada aos folhetins de alcova baratos e às intrigas) até acreditaríamos que com tanta luz e tanta energia andava tudo a alcançar a iluminação. É que usam tanta claridade e tanto brilho na alma (ou dizem que sim) como nas corridas e nas roupas ou nos piercings. Só que não.

Ora, crendo ou descrendo em energias positivas ou negativas, em benzelhices e passes de mágica, o exagero e a pantominice são maus em toda a parte; tal como o estudo sério e um grão de cepticismo razoável cabem em todo o lado.

Quando vejo estas alminhas de Deus que bem precisam de orações a responsar  toda a gente, só me lembra a minha tia Zizi...era bicho do mato e tinha mau feitio, mas não lhe faltava uma certa sensatez própria de quem pensa pela sua cabeça e não vai em modinhas. E vendo ela que a miudagem (nós) andava toda fora de si, a falar em "energias" (por causa dos Cavaleiros do Zodíaco) um dia ralhou-nos forte e feio, dizendo:

"Suas cabeças de vento! Boas energias são as que andam para aí nos postes eléctricos!".

E pensando bem, com tanta luz e energia, já não sei se não haverá mão da EDP no meio disto tudo...






No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...