Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, May 11, 2016

Frase do dia: o tempo, esse bisbilhoteiro





Há dias, enquanto fazia exercício, entretive-me a ouvir alguns gurus do Youtube que dão conselhos ao mulherio (é sempre bom ter uma perspectiva masculina), matando assim dois coelhos de uma cajadada: cumprir a minha rotina de fitness e reflectir sobre eventuais conteúdos engraçados para partilhar aqui. Só assim para eu ver vídeos...normalmente prefiro ler.

E eis que um se sai com uma frase aparentemente óbvia, mas que dá que pensar: afirmava ele (a propósito dos benefícios de uma mulher levar uma relação com calma) "a minha mãe sempre disse que o tempo nos acaba por dizer tudo o que precisamos de saber sobre as pessoas". 

E é verdade. As mães têm sempre razão, mesmo as mães dos outros. A primeira impressão (seja boa ou má) raramente engana, mas precisa de confirmação. Há pessoas mais francas e abertas, ou com menos nuances, what you see is what you get;  e há outras que - não sendo necessariamente dissimuladas ou guardando segredos graves- demoram mais a revelar todas as suas facetas e miríades. Por vezes podem simplesmente ser mais complexas. Ter vários lados.


Mas com ou sem segredos, com ou sem esqueletos no armário, ou pesando apenas a questão da compatibilidade se falarmos de um casal, o tempo é o melhor serviço de informação, o detective mais competente. Como diz a Bíblia, não há nada oculto que não acabe por ser revelado, para o bem ou para o mal. Nenhuma complexidade resiste à convivência frequente. Nenhuma fachada sobrevive à armadilha da familiaridade. Nenhum sentimento fútil suporta a a erosão dos meses. Se alguém desperta dúvidas ou parece demasiado maravilhoso (a) para ser verdade, nada como dar a essa pessoa o benefício da dúvida e o teste da longevidade.

Umas passam-no brilhantemente, outras falham, mas nenhuma fica sem avaliação...

1 comment:

Carla Santos Alves said...

O tempo é o melhor remédio, portanto, confirma-se.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...