Recomenda-se:

Netscope

Friday, May 27, 2016

Homens musculados são maus, diz a ciência?




Apareceu-me isto nos feeds e passo a citar com uns retoques devidos ao português:

"De acordo com um estudo realizado na University of Westminster, homens mais fortes tornam-se namorados horríveis. O estudo baseou-se em 327 homens heterossexuais, dos quais mais de um terço eram solteiros e descobriu que quanto mais musculado era o participante, mais provável era ter crenças sexistas e mais hostilidade contra as mulheres.

A correlação entre homens musculados e crenças sexistas está enraizada em papéis tradicionais de género. “Achamos que homens que mantém crenças opressivas sobre mulheres e igualdade de géneros são também mais passíveis de carregar estereótipos tradicionais de masculinidade, o que inclui o físico musculado. Frequentemente, homens que já são sexistas esforçam-se para ser musculados, porque isso carrega a sua ideia de como um “homem a sério” deve ser. Os investigadores afirmaram que em sociedades onde as estruturas patriarcais estão a ser desafiadas, os homens podem tentar provar a sua masculinidade melhorando os seus corpos. Basicamente, homens que estão rodeados de mulheres no poder tendem a sentir-se ameaçados e ultrapassam isso ganhando músculos".


A autora do texto aponta depois, com  razão, que de facto os "Carlões" de Jersey Shores e afins não são exemplo para ninguém. Já lá vamos. Mas a única ideia isenta e razoável presente em tal estudo (um estudo que traz o papão do patriarcado e o termo "crenças opressivas" à baila só pode ser tendencioso) é mesmo que o crescimento da febre da musculação pode ser uma resposta aos exageros do feminismo. Os pobres homens sentem tanta pressão para se efeminarem, o apelo à mulher dominadora por parte dos média e da sociedade (com as suas desagradáveis consequências) é de tal ordem, que alguns acabam por rebelar-se dessa maneira.

Ora, eu mais do que ninguém prego contra Carlões, Ricardões e bimbos de ginásio. É óbvio que não se espera grande coisa ou respeito pelas mulheres de um bruto que se diverte a ver a Casa dos Segredos, a dançar em antros e a relacionar-se casualmente com mulheres sem dignidade que alinham pela mesma bitola e parecem, por sua vez, saídas da Casa dos Segredos. E convenhamos que em muitos ginásios o ambiente não é dos melhores, não. Quem vive para trabalhar só o corpo e não cuida da mente...já se sabe o resultado.

Não obstante, um homem pode ter músculos e ser culto, saber estar, saber vestir, ser um cavalheiro. Tal como uma bela mulher, com um corpo imaculado, pode ter cérebro e ser uma Senhora.



Por outro lado, nem tenho necessariamente nada contra o tipo de homem magro e sonhador, intelectual, poeta ou artista - veja-se o Reid das Mentes Criminosas, que é um encanto. Ser varonil não requer necessariamente um físico impressionante, já que a hombridade é uma característica que vem de dentro.



Mas daí a relacionar músculos com mau carácter ou confundir misoginia ou chauvinismo com uma postura e figura masculina, viril, protectora, vai uma distância. Há um apelo ancestral na força, na imponência, num físico masculino forte e saudável - não necessariamente trabalhado músculo a músculo, mas que dê o ar de quem pode saltar em defesa da sua dama e da família em caso de necessidade. Para não falar no factor estético- ombros largos são mais atraentes do que uma postura corcovada a denotar preguiça, um tronco elegante veste melhor um fato, braços fortes oferecem outra segurança e por aí fora. O exemplo que vimos há dias, do Thor a fazer bolos para a filha, mostra bem que um grande tórax pode esconder um coração de manteiga. E não há nada mais querido do que um homem forte que possui auto domínio, que sabe fazer uso da força e é cuidadoso com os mais frágeis. O povo até avisa contra certos "lingrinhas" que compensam com maldade a falta de tamanho: homem pequenino é velhaco ou dançarino.

Dizerem que os homens atléticos são os maus da fita é uma desculpa tão boa para a preguiça ou a invejita como gritarem aos quatro ventos que as mulheres desleixadas são "belezas reais". Essa é que é essa.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...