Recomenda-se:

Netscope

Friday, May 6, 2016

Rai´s pisquem as mulheres malucas, irra!


Diz a imprensa que uma campanha de detergente anda a deixar as mulheres "em delírio". Com o título "um Perfume que se veste mas também se despe", o conjunto de quatro pequenos vídeos de cerca de 45 segundos mostra o modelo Gonçalo Teixeira a colocar a roupa na máquina enquanto dirige olhares sugestivos e ditos picantes à audiência lá em casa. 



Ponto um: tudo a favor dos homens desembaraçados que tratam da própria roupa. A ideia de pôr num anúncio um mancebo a fazer o que lhe compete quando vive sozinho ou se a sua mulher não se dedica apenas à casa e o casal não dispõe de governanta...até está muito bem.  São sinais dos tempos. Depois, o jovem é bem parecido. O anúncio está engraçado, cómico até, embora ficasse mais elegante com um texto menos brejeiro. E sem trocadilhos, por amor da santa. A imagem fala por si. 


Agora, que o mulherio reaja com "delírio" e "euforia" a um simples modelo - não desfazendo - isso já é um bocadinho demais. Nenhuma senhora que se preze admite que lhe digam que está eufórica ou em delírio, era só o que faltava.

 Que se aprecie a beleza masculina, que o eye candy para "elas" venda até detergente como a beleza feminina vendeu revistas para homens e carros estes anos todos, é natural: sex sells. Mas sejam discretas, que diabo. É escusado comentar o vídeo em termos de bradar aos céus ou reagirem como se nunca tivessem visto um homem na televisão, quanto mais na vida real. Mas agora acham bonito mostrarem-se desesperadas e necessitadas, ainda que seja na brincadeira?


Tenho dito muitas vezes como me parece paradoxal as mulheres considerarem que
igualar ou superar muitos homens em imoralidade e má criação é uma "conquista" feminina, uma grande liberdade que se alcançou. 
A quem foi criada na boa e velha  tradição de uma mulher ser discreta,  nunca dar o primeiro passo e de se fazer misteriosa por mais entusiasmada que esteja, isto parece mesmo estranho. Boa, em vez de lutarem para que os homens ajam como cavalheiros decentes nivelam por baixo, fazem pior do que eles e ainda se queixam "nenhum homem presta, só me saem duques e cenas tristes". Brilliant.

É igualdade? É. Mas no mais puro modo "ou há moralidade ou sobra para todos". Eu até dizia "isto é falta de roupa para lavar em casa", mas depois ainda me respondiam "eu quero é que o Gonçalo me lave a roupa" e a brejeirice would never end. Passo.




No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...