Recomenda-se:

Netscope

Thursday, May 26, 2016

Toda a mulher de bom gosto precisa de um homem paciente.



Mas prometo, cavalheiros,que estar ao lado de uma dessas tem as suas vantagens. Vamos começar por assentar duas ideias: primeiro, uma mulher que gosta de Modas & Elegâncias tem quase de certeza outros interesses também. Não é necessariamente uma cabecinha de vento. Cabeças de vento há em toda a parte.

 Depois, uma mulher assim ou se relaciona exclusivamente com dandies exactamente como ela (que têm, muito provavelmente, alfaiate e um armário apreciável) o que deixa todos os outros homens a salvo ou (caso haja um que não perceba nada disso mas tenha potencial e seja extra corajoso, um macho Alfa que não se intimida e parte para a luta) trata de descobrir o dandy que há (em maior ou menor grau) no seu amado. 

Entra em modo profissional e trata de subtilmente mas à velocidade da luz e com recurso a uns passes de mágica, converter o moço ao maravilhoso mundo do bem trajar. E das duas uma- ou ele foge e caso arrumado, ou, se tiver a devida sensibilidade, como qualquer ser humano depressa se habitua a coisas melhores e fica convertido. Dali a nada vai interrogar-se como viveu até ali sem ter casacos e calças ajustados à medida ou como podia andar confortável com tecidos menos requintados. Vai passar a  prestar atenção a aspectos e detalhes que antes não lhe passariam pela cabeça, se calhar distinguir Gucci de Armani...e receber bastantes elogios, o que é sempre agradável.

A todos os que ainda equacionam a hipótese de convidar para sair aquela stylist, blogger, jornalista de moda, modelo ou designer gira, pode parecer  que namorar e/ou casar com uma aficionada ou profissional de moda é um pesadelo, do tipo "estereótipo de mulher elevado ao cubo". Não é bem assim, garanto. Poderão ter de lidar com a necessidade de um closet bem grande - e que exige trabalhosas actualizações regulares -  quando ponderarem comprar casa, ou com uma bagagem mais recheada e meticulosa que o normal se viajarem. Se souberem de bricolage para assentar prateleiras e montar aquelas soluções de arrumação miraculosas do IKEA, serão amados para sempre.

Mas dramas como passar horas esquecidas a sofrer em lojas ou centros comerciais, que acontecem aos maridos e namorados das mulheres "normais"? Dificilmente. Uma conhecedora sabe exactamente o que procura, o que vai comprar, onde e provavelmente, é um ás do e-commerce que encontra os melhores preços e fornecedores de olhos fechados. Muito poucas espatifarão o cartão de crédito. Isso só acontece às amadoras. 



 Também podem esquecer telenovelas femininas do género "estou amuada porque não gosto de me ver com esta roupa". Uma especialista tem os seus dias como todo o mundo, mas raramente erra a esse ponto. Sabe exactamente o que lhe fica bem e nunca lhe passará pela ideia chamar a atenção para uma área do corpo que naquele dia não está no seu melhor. E ainda que isso pudesse remotamente acontecer, havia de dar a volta à situação sem vos arreliar com as suas inseguranças- evitando ser fotografada ou indo mais cedo para casa, por exemplo.

Outro aborrecimento que nunca irá suceder é a menina envergonhar-vos por errar o dress code num evento da empresa, no baptizado do vosso primo ou em qualquer outra situação delicada. Ou por não saber caminhar de saltos altos. Tão pouco vai obrigar-vos a correr Seca e Meca porque surgiu um casório ou festa e ela não tem o que vestir. Por amor de Deus - o mais certo é já ter no guarda-roupa algumas hipóteses ainda com as etiquetas, compradas naqueles saldos do ano passado ou naquela loja vintage que descobriu numa viagem qualquer.



E também é provável que, por ossos do ofício, domine a arte do do-it-yourself, perdendo consideravelmente menos tempo com cabeleireiros e afins. Não esqueçamos ainda a parte dos presentes: toda a fashionista que se preze é perita em saber o que quer e em ler as pessoas - logo, em dar e receber lembranças. Nunca é complicado descobrir o que lhe oferecer...e podem contar que, quando vos comprar algo, será uma coisa que precisavam mesmo ou que vos agradará dali para a frente. E claro, acabam-se os dilemas de não saber o que dar à mãe, irmã, tia, pai ou melhor amigo: datas festivas descomplicam-se magicamente. O mais certo é ela adiantar-se e perceber antecipadamente que a vossa querida mãezinha vai adorar acessórios boho-chic (não se preocupem, 
ela depois explica-vos) ou que o vosso amigo do peito ia mesmo delirar com uns ténis DSquared2.

Não tardarão ainda a perceber para que raio querem as mulheres tanta roupa e tanto espaço. O vosso próprio closet em breve estará composto de roupas e calçado para lazer, trabalho, casual chic, business casual e todos os graus do traje formal, devidamente separados. A diferença é que ela não dirá como as mulheres que conheceu antes "não tenho nada para vestir" e que quem estiver ao lado dela é capaz de pôr alguma antecipação no "que vou usar hoje?".

Por fim, habituada a estar pronta a tempo e horas e a cumprir prazos doidos, o mais certo é estar pronta rapidamente quando necessário. Mas aqui já não juro nada: nas horas vagas ela pode distrair-se uma vez por outra porque afinal, é dia santo, ela é uma mulher e pode sentir a tentação de experimentar algo novo e mudar de ideias,  ou coisa que o valha. Mas vale a espera, é certo. Decerto não levará duas horas para aparecer com algum mini vestido medonho ou coisa semelhante, como outras raparigas supostamente "práticas" fazem quando se tentam embonecar.

Quem arrisca, pode contar com tudo isto: uma companheira sempre adequada às situações que só pede alguma paciência, imaginação, abertura, um pouco de "se não os podes vencer, junta-te a eles" e eventualmente, alguma habilidade de McGyver.








No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...