Recomenda-se:

Netscope

Sunday, February 19, 2017

Um agradecimento...e uma máxima para bom casamento.




Aos solavancos e intermitente o salão vai-se mantendo aberto sobretudo graças a vós, queridos amigos da casa. Estamos mais perto de reestabelecer uma rotina aqui no Imperatriz, mas quando se dá uma volta tão grande a existência, coisas insignificantes como lembrar-me de mandar vir o meu fiel teclado para escrever como se deve *manias cada uma tem as suas* passam inexplicavelmente para segundo plano.

Por isso muito me tem comovido a vossa presença, a vossa amizade e palavras de incentivo. Hoje que estou aqui sentada a escrevinhar, ainda com os acentos todos trocados, sinto me muito mais completa. Sinto a vossa falta e saltam-me os dedinhos cada vez que apetece opinar sobre alguma coisa ou desenterrar algum pormenor histórico engraçado,,, mas a seu tempo, vai!

Emocionaram-me também muitíssimo as palavras de carinho e felicitações aquando da minha mudança de estado civil. Sobre isso, e depois de tanto se dissertar sobre o amor aqui no blog, é justo que eu venha a falar um pouco dentro do estilo habitual, até porque inevitavelmente a minha perspectiva sobre o tema se vai aprofundar um bocadinho. Apenas posso adiantar que estou felicíssima e que para ser fiel ao meu registo, esta foi uma história de amor das antigas, em todos os sentidos. Sempre achei muito romântica a ideia de "rapto consentido" e a nossa cerimónia foi praticamente assim, numa aldeia inglesa que serviu de refúgio a muitos aristocratas
 franceses durante  o Terror, onde mais tarde a Rainha Victoria tinha um retiro, e num edifício que pertencia ao território de   Henrique VIII, que ali gostava de caçar.

Como podem ver, nada tive de bridezilla, estava mais interessada na história do lindíssimo lugarejo e menos no modo "este é o meu dia, apagem-me" *verbo que o senhor meu pai usa muito e que vem, precisamente, de pagem, acho`*.

A isso voltaremos mais tarde, mas dias depois de ter casado encontrei este texto que achei muito instrutivo. Trata se do conselho de um casal unido há mais de 70 anos, que se apaixonou ainda na primária e que nem durante a II Guerra se separou. Diz o amoroso casalinho que o segredo para um casamento bem sucedido é , alem do bom e velho nunca ir para a cama zangados, a admiração, o respeito e as boas maneiras. Ter a mais elevada opinião acerca um do outro, ver-se com os melhores olhos, e acima de tudo, cultivar a educação em casa.

 Eu acredito profundamente nisso. Creio no velho adágio familiaridade excessiva gera desprezo. Intimidade não implica que se esqueçam os bons modos, o cuidado com a aparência mesmo entre quatro paredes, o por favor, o obrigada, a delicadeza de maneiras à mesa, o moderar de certos reflexos involuntários e do mau génio...
 Na saúde e na doenca tudo muito lindo, mas haja propósitos) o morder a língua durante uma discussão, o evitar chamar nomes ou usar um linguajar mais grosseiro, etc, o uso do meu amor, do querido, do beijo de boa noite, de bom dia, e por aí fora. Sem isso, de nada valem grandes manifestações de amor. O amor não convive bem com a grosseria.


"Throughout our lives together, we have only shown each other respect and good manners, and I think of lot of youngsters could learn a lot from that," he said. "I've always respected Irene—she’s been my lifeline. I may have been wrong on certain issues, and so has she, but we always make up by the end of the day."

Irene echoed the same sentiments: "Being polite and having good manners has been an important part of our lives. We've thought the world of each other."

3 comments:

Padrinhos civis said...

Já tinha recebido a boa notícia através do facebook, permita-me agora expressar os meus votos de uma vida conjugal feliz! Aguardo com impaciência novos posts.

Susana Correia Dos Santos said...

Estás de volta? Ou só de passagem?

Imperatriz Sissi said...

@Padrinhos, muitíssimo obrigada. Os post estão agora retomados com a frequência que o trabalho e a gestão de uma casa permitem :) . Beijinho.

@Susana, de volta. Talvez não duas vezes por dia, mas de volta. Beijinho.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...