Recomenda-se:

Netscope

Friday, April 7, 2017

Ó meninas com idade para ter juízo que adoram selfies!





Aprendam que eu não duro sempre, sou muito vossa amiga e quem é amiga avisa, porque a vida não vos vai ensinar com o mesmo carinho.

A longuíssima experiência de muitas destas meninas já as devia ter ensinado, mas nunca devemos desistir de salvar umas almas.



Nada contra a bela da selfie per se: é um mal necessário e um sinal dos tempos. 

Auto-retratos desses, todo o mundo tira: ou porque não há vivalma por perto para fazer o favor, ou porque se queres alguma coisa bem feita fá-la tu própria e ninguém acerta com a luz ou o ângulo exacto que se pretende para mostrar algum detalhe (acontece...) ou para captar um qualquer momento/ paisagem com piada. O selfie stick, admito-o, é ridículo de ver mas foi uma grande invenção: consegue-se tirar retratos com um que ninguém diz que são selfies.


Mas uma coisa é a ocasional selfie que fica perdida lá no instagram de cada uma entre outras imagens.

Outra coisa é uma mulher crescida dos seus vinte e muitos ou trinta e tais anos (quando não é mais), uma adulta vivida, uma balzaquiana com obrigação para ter aprendido com os calduços e os pares de patins... que não só abusa do beicinho + beijinho para a câmara, como posta trinta selfies todas iguais  dia sim dia não como se tivesse catorze anos e nenhum miolo. 




 E depois, a usá-las como retrato de perfil com uma boa visão do decote, trinta camadas de filtro, e - o detalhe que é o golpe de misericórdia- com uma citação melosa, frase filosófica pretensiosa sobre sorrisos, felicidade, vitórias, joelhos esfolados, beijinhos no ombro e beijos de luz.

 Ou pior ainda, com uma frase engatatona e "caliente" a acompanhar o disparate. Tudo para ver se desencalha, se sai dessa solidãaaao.

Primeiro, lá diz a internet que é uma coisa muito sábia: quem posta frases de amor em catadupa passa por assanhada(ou carente) mesmo que esteja só
numa má fase.




Segundo, lá dizem os homens que são uns brutos mas vão direitos ao assunto: cada like masculino que se ganha, é menos um cavalheiro interessado em relacionamento sério. 

E terceiro...se é para colocarem uma legenda na coisa, deixem-se de rodeios, de bater à volta do arbusto e de dourar a pílula com frases pretensiosas de correcção gramatical e sentido duvidosos.




 Mais vale serem sinceras, francas, honestas; a honestidade é sempre refrescante e ao menos destacam-se na multidão de solteironas desesperadas que publicam exactamente a mesma coisa.




Em vez de fazerem copy/paste do Pedro Chagas Freitas, das frases do Cifras, do Larga não sei quem ou de qualquer um desses portais manhosos com textos abrasileirados cheios de palavrões e de artigos deprimentes  do tipo "gosto tanto dele, mas ele só me quer para amiga colorida", poupem os vossos dedinhos e as vossas unhas de gel e escrevam logo "quem quer casar com a Carochinha, que está disponível, mortinha e aflitinha?".


Afinal, com a Carochinha funcionou: o sentido de humor ganha sempre pontos e na maioria das vezes, o marketing directo é o mais eficaz. Sempre às ordens, queridas serigaitas.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...