Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, September 19, 2017

A invencível Senhora Dolores.






A ser verdade o que diz a imprensa cor de  rosa-serigaita, a Senhora Dolores**** também já se desentendeu com a nova "nora" (salvo seja porque o moço não casou) e mãe do seu mais recente neto: a "rapariguinha de shopping" Georgina.

Não se entende. Ainda há tempos, alegadamente, a mãe do às da bola teria declarado (como em tempos acerca de Luciana Abreu, que o craque não quis namorar) que esta [Georgina] sim, é humilde como a gente.

 Humilde = aprovada, apesar de não ser portuguesa, supostamente um dos critérios para passar o teste já que aprender línguas parece não ser o forte da mãe do Ronaldo (ela é fantástica na cozinha, dizem - não se pode ser boa em tudo, oras!).




Nessa altura eu estive para comentar que embora esteja até certo ponto de acordo com a Senhora Dolores nesse aspecto (quer-se lé com lé e cré com cré, lá dizia a minha santa avozinha) talvez não fizesse mal ao menino Cristianinho assentar com uma rapariga um bocadinho mais culta.
Vá, não digo que ele fosse buscar uma fidalguinha com os brasões falidos, ou uma menina da alta burguesia cheia de nove-horas, porque nem imagino o que seriam os jantares de família (ou imagino...).



  Mas enfim, uma moça trabalhadora, com um background simples mas alguma instrução e espírito prático não lhe faria mal. Por isso sempre achei que Irina seria o ideal - sem pedigree, mas culta e linda de morrer. Não serviu porque era russa, porque era altiva, etc, etc. Proveito dela, que se arrumou com uma estrela de Hollywood mais a seu jeito... e a Senhora Dolores lá se livrou da matrioska e continuou a ser a matriarca sem nora que lhe fizesse sombra.



Entretanto vem esta, que não sei se foi um bocadinho à escola ou não e vontade de dar nas vistas também não lhe falta mas pronto, é humilde e  caladita e espanhol sempre se entende...e zás, também não serve apesar de já vir herdeiro a caminho.


A ser verdade (repito, que não sei, não estou lá..) não há como agradar a Ti Dolores...

Mas vamos ao que interessa: se é mesmo verídico que nenhuma nora passou o teste (sejam quais forem os motivos lá na mastermind da Ti Dolores) e que esta senhora de ar sorridente que adora cozinhar e mimar a família faz mesmo a vida num inferno às potenciais noras...isto coloca-a numa categoria muito especial: na categoria das super vilãs de telenovela. 




Ou mesmo de Shakespeare: "parecer uma flor inocente, ser a cobra por trás dela". Muito fofa pela frente, e uma mestra da manipulação pelas costas. As pobres serigaitas entram, confiam, baixam a guarda e quando menos esperam, são trucidadas pela senhora Dolores com o seu tabuleiro de bolo do caco e o ferrão da espetada à madeirense.


Ora, eu  ADORO uma super vilã de telenovela ou da Disney. Ti Dolores, a Alexis da Dinastia, versão plus size e tuga.





Estilo Úrsula em modo madeirense e com um cacho de bananas em vez de tentáculos. De mais a mais, vejam o cenário da Ti Dolores nesta pérola de anúncio às bananas da Madeira:



Sabem o que vos digo? DIVA! Quando alguém ou alguma coisa é tão contrária a tudo o que eu admiro e defendo, de forma tão hiperbólica, tão cândida, tão flagrante, acabo por ter de reconhecer que estou perante uma personagem larger than life, um figurão, uma lenda. Ou seja, a coisa é tão estranha que acaba por ter piada. Tenho de lhe tirar o meu chapéu, pronto. Um chapéu de bananas como o da Carmen Miranda, essa *outra* diva portuguesa. Tragam um chapéu de bananas para mim, outro para a Ti Dolores, faz favor.



*** ( Costumam chamar-lhe Dona Dolores, mas para mim é Senhora Dolores porque a mãe desse mito da bola que é Cristiano Ronaldo e a cujo nome um português tem de assentir logo que responde a alguém no estrangeiro "sou português", faz questão de ser uma mulher do povo, portanto Senhora Dolores ou Ti Dolores é mais informal e assenta-lhe melhor- entendedores entenderão).


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...