Recomenda-se:

Netscope

Saturday, October 27, 2012

Halloween chic, lendas, tradições e...Apocalipse


Já prepararam a vossa fatiota para o Ano Novo Celta? A minha é um work in progress, dependente de alguns acessórios estarem prontos a tempo. Ainda estou indecisa entre duas opções; mas ao contrário do que é costume, inclino-me para uma toilette que não seja exactamente uma máscara. (Inclino-me, ainda não optei...não vá eu à última hora escolher ir de alma penada e depois passar por mentirosa).  Está a apetecer-me pegar nas roupinhas e calçados com um certo ar gótico que por aí andam, que não tenho coragem para usar no dia a dia (em look total, pelo menos) e compor um visual witchy, mas elegante. Estilo bruxa à paisana, mas pouco. Uma bruxa/vampira/rainha das Trevas sofisticada que se possa levar a todo o lado desde que se mantenha sob controlo, não vá ela semear o caos e a destruição na mais selecta das festas. A minha vontade de causar o Apocalipse em certos e determinados circuitos ainda não se desvaneceu, por isso talvez essa seja uma boa inspiração. Vista o que vestir, o que importa é que as almas do outro mundo me confundam com uma delas; afinal, essa é a tradição por trás da All Hallows Eve. Em noite de Samhain, o véu entre mundos desvanece-se e tudo quanto é fada, elfo, alminha, fantasma ou diabrete passa para este lado da vida, pronto a pregar partidas aos humanos. A Rainha das Fadas e o seu amado esposo, o Rei dos Elfos, saem na sua cavalgada fantasma prontos a raptar gente normal para viver encantada no seu palácio por um período mínimo de sete anos (isso não parece assim tão mau; o problema é que quem lá vive não regressa bom da cabeça, tal é o contraste entre aquela terra maravilhosa e a nossa).  Neste período as Divindades estão mais perto e os espíritos dos antepassados e amigos que partiram para o Outro Mundo estão mais próximos de nós. Também é a época para agradecer o que de bom se recebeu, deixar para trás o que não interessa e formular desejos para o futuro. Mas tudo isso sob disfarce - a alternativa é ficar em casa como os irlandeses de antigamente, que se fechavam a sete chaves após o por do sol; porque se os seres mágicos nos reconhecem, pode haver consequências muito desagradáveis. Ou seja: usem o que vos apetecer - desde que seja estranho - para vossa própria segurança, e bons sustos a todos.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...