Recomenda-se:

Netscope

Sunday, December 2, 2012

Workshop de auto-maquilhagem

                               
A convite da makeup artist Vanessa Kuzer, a tarde de ontem foi dedicada a uma experiência que andava a ser adiada há algum tempo: um workshop de auto maquilhagem. Por questões profissionais, e por amor à camisola, comecei a aprender tudo o que podia sobre makeup desde muito cedo. Tive também a sorte de me encontrar com excelentes maquilhadores da nossa praça, de observar o seu trabalho e de lhes pedir conselhos valiosos. No entanto, acho muito importante ter lições personalizadas com uma boa profissional, que nos dê opiniões sinceras. Aperfeiçoam-se técnicas, corrigem-se pequenos `vícios´, descobrem-se truques, fica-se a par das novidades e esclarecem-se as dúvidas mais "teimosas". Além disso, por intermédio de amigas e colegas, já tinha ouvido falar no excelente trabalho da Vanessa - logo, compareci com bastante entusiasmo.
                                        

A sessão decorreu nas instalações da agência Black @ White (um dos projectos mais interessantes a surgir em Coimbra nos últimos tempos, e que já fazia falta por estes lados) num ambiente fofinho e natalício, adequado à ocasião. Gostei especialmente da atenção ao detalhe colocada em todas as explicações - dos cuidados com a pele à utilização das últimas novidades em pincéis e pigmentos. Depois, cada participante foi convidada a criar dois visuais - um para o dia-a-dia e um upgrade para a noite. 

Com a Vanessa, que é um amor. Podem descobrir o blog dela aqui.
Enquanto isso, foi possível esclarecer algumas dúvidas a que só uma profissional experiente pode responder. Descobri, por exemplo, que nem todas as peles têm necessariamente uma base "amarelada" ou "rosada" como normalmente nos é ensinado - é o caso da minha, que não gosta de maquilhagem em nenhum desses tons, o que me obriga a procurar nuances de porcelana, pérola, marfim ou branco. Não é comum, mas acontece. Está explicado. É inútil, portanto, ceder à tentação de um bege muito clarinho, ou de um rosadinho, porque não é só impressão minha, não vai mesmo resultar. O meu segundo "calcanhar de Aquiles" é o delineador de lábios. Fica muito bem quando acabo de o pôr, mas o formato "repenicado" não ajuda a manter os traços no lugar. Solução? Finalizar com um iluminador líquido à volta do contorno. Problema resolvido! E por fim, o maior "Adamastor" de todos: o blush
Já vos devo ter contado que com o meu fototipo é quase impossível. Eu bem me esforço por ter bons resultados com os tons salmão, que gosto tanto de ver nas Julianne Moore e Jessica Chastain deste mundo, mas tenho sérias dificuldades em conseguir um efeito natural e fico-me por blush cor de madrepérola, âmbar, nácar...ou nenhum. Por estranho que pareça, a solução está num blush encarnado-irisado, ligeiramente translúcido, que em mim dá essa ilusão cor de tangerina. Quem diria? E eu que tinha dois exemplares dessa cor lá em casa, sem uso. Por fim, a Vanessa ainda nos ensinou a usar pigmentos para conseguir um smokey eye mais interessante e profissional. Descobri também os pincéis da minha vida: são estes dois meninos, que "rasgam" o olho sem esforço nenhum, mesmo numa maquilhagem simples, simples, para o quotidiano...
                                           

Os pincéis são dos produtos com que me comprometo mais, especialmente os pincéis de olhos. Sem eles e sem uma boa esponja, nada feito. E alguns fazem MESMO a diferença.  A experiência foi óptima e aconselho-a vivamente tanto às meninas mais experientes como às "marinheiras da primeira viagem" que não se aventuram além de uma "corzinha" no rosto. Podem ver mais imagens do workshop aqui, no Facebook do Imperatriz.

(Retrato de grupo: a maquilhadora Vanessa Kuzer, convidadas, e as bloggers Alice e Sue).
                      

4 comments:

Fashionista said...

gostei de ver as fotos, eu dantes não gostava de gastar dinheiro nos pinceis, mas fazem toda a diferença!

Sérgio Saraiva said...

Hum... A minha foto favorita é aquela em que estás ao lado da Vanessa (lol... não me digas que estás sem maquilhagem...): muito simples, e prefiro em relação àquelas em que estás com cores mais carregadas. Já te disse que para mim tens um certo ar de elfa (atenção, elfos são seres bonitos que habitam as florestas :p), logo quanto mais "limpa" e natural estiveres melhor.

Se fizesse uma produção fotográfica com a tua pessoa, acho que escolheria como cenário algo entre o bosque e a floresta, e para a indumentária usava o verde e o castanho como cores base, pois está claro :p

Enfim, maluquices de segunda-feira, não ligues... :p

Na Província said...

Nunca participei num workshop de maquilhagem e sinto que tenho essa lacuna. Obrigada pelas dicas .
Boa Semana

Vanessa Kuzer said...

Fiquei muito contente por teres aceite o convite, obrigada *

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...