Recomenda-se:

Netscope

Friday, February 15, 2013

Isto sim, é sensualidade

                               
                            
Gilda (1946) é um filme quase perfeito: tem o bad romance, a intrigazinha, os figurinos sumptuosos e o devido final feliz. E claro, conta com a magnífica pin up ruiva Rita Hayworth (parte dançarina espanhola, parte irish lass) no papel de femme fatale. O número Put the Blame on Mame, em que a lindíssima Gilda dança como uma Salomé para enfurecer o marido (amo-te, odeio-te, não sei viver sem ti) a ver se ele a liberta de um casamento obsessivo é a prova provada que uma mulher com curvas, graça e espírito no lugar certo não precisa de exibir mais do que o descalçar de uma luva para causar um efeito demolidor. Antigamente era outro barro.




2 comments:

pipinhaeheh said...

Adoro este filme. A rita era um deusa!

pipinhaeheh said...

Rita não rita como é óbvio.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...