Recomenda-se:

Netscope

Thursday, May 16, 2013

Isto está a tornar-se uma favela, ou um sítio impróprio para pessoas de bem...

...e numa cidade cheia de garotada que vem lá de trás do sol posto e decide comportar-se à selvagem só porque Coimbra é uma festa, pior um pouco. Já não consigo olhar para gente vestida assim....

                              

....ou assim....

                                      

...muito menos assim....








Já nem me canso a enumerar as regras para usar calções, nem a pregar que as malfadadas  leggings no corpo e na combinação errada são o pavor, que há roupas criadas para favorecer quem tem pernas demasiado finas e não para mostrar troncos, que não estou para ver as abundâncias alheias em roupas dois tamanhos mais pequenos do que deviam ser e que os bandage dresses foram feitos para mulheres magras e mesmo assim, com cuidado porque são uma praga da humanidade directamente saídos de uma boite de mau gosto dos anos 80. Explicar que isto não é sexy -  é vulgar, reles e baratucho? Gritar "my eyessss"? Para quê? Preparem-se que o Verão vem aí e ainda não vimos nada. Ou como dizem no país irmão, chinelagem. E para exorcizar a coisa -  volta para o mar, oferenda.

17 comments:

catrules said...

Mete vulgar nisso, não entendo, não têm espelho em casa, julgam que ficam lindas e sexys com um aspecto de rameiras???

Cristina said...

Eu por acaso comprei em África umas calças leopardo (tinha de ser...), mas são largas!
E leggings a fazer de calças?! Transparentes???!!! No, no, no.
E depois dos 30, e com coxas, COXAS... hot pants, calções... protejam-nos todos os santos. Não temos de ver essas coisas.
Céus! Esta gente não tem espelhos? E revistas de moda com girls anoréticas pra comparar estéticas!... Fico estarrecida até à alma...

O Caldeirão e a Colher de Pau

Imperatriz Sissi said...

@Cat, rameiras é a palavra certa. Sim, acham. E há criaturas vulgares que as fazem acreditar nisso. Sim, a humanidade tem exemplares muito maus...coragem!

@Cristina, a tigresse é uma coisa muito relativa. Pode ficar fantástica, pode ficar horrenda. Estou TÃO farta de ver coxas roliças por toda a parte...e sim, não se entende. Se as modelos que mostram os calções são uns palitos, por algum motivo será. Há outras formas de usar calções, e outras maneiras de enaltecer as curvas. Mas a vulgaridade é uma doença e numa democracia há que suportar tudo...

Cristina said...

Eu acho que, após os 30, calções apenas se admitem em situações de fitness: ginásio, jogging à beira mar... whatever.
É uma questão de enquadramento. Acho que era a Coco Chanel que dizia que os joelhos é a parte mais horrivel duma mulher (corrige-me se eu estiver errada, please). Antes dos 30, tolero. Mas sim: pernas que pareçam bem dentro duns calções. Minimos, trashed, whatever...
Mas "summer is coming" (é uma versão de Game of Thrones invertida) e vamos ver, certamente, coisas HORRÍVEIS... Oh yeah. :p

catrules said...

Há uns anos atrás, não existiam tantas lojas de roupa, revistas, publicidade, ou canais de televisão e ainda assim a mulher portuguesa vestia-se com muita elegancia, hoje em dia, copiam tudo sem saber o que é apropriado e para que ocasião, não são capazes de se olharem no espelho e usar o velhinho bom senso, enfim, sinais dos tempos:(

Caracóis Indomáveis said...

Somos 2! É uma verdadeira agressão aos meus ricos olhos!

Inês Maria Rocha Gonçalves Moura de Sousa said...

Estas são verdadeiras visões do inferno, brrr que medo! A conclusão a que cheguei ao fim de tantos anos a ver carnes a mais mal cobertas é a seguinte: apesar de as roupas serem apresentadas por modelos magras são fabricadas em tamanhos grandes, o que permite que qualquer pessoa as consiga usar (sim de preferência 2 tamanhos a baixo). Este texto trouxe-me à lembrança uma cena que assisti há uns anos numa loja na baixa do Porto: Uma miuda com cerca de 150 kgs envergava umas calças justas e um top de alças bem fininhas (um horror) passeia-se pela loja e as outras pessoas começam a olhar de lado a pensar, tal como eu, mas que raio?! A dita pára no meio da loja e diz alto e bom som: mas para onde é que estão todos a olhar seus FDP! Eu visto o que quiser cara... Foi aí que eu percebi que de facto vestem o que quiserem desde que haja tamanhos que sirvam minimamente e que seja moda.

A Bomboca Mais Gostosa said...

LOL que medinho! MAs o que é isto? Porque raio pensa agora a miudagem que mais vulgar= mais estilo? Só se for estilo putedo...

Andradarte said...

Cada um veste como quer...., liberdade....,
mas sujeita-se.....
Eu tomo isso tudo...como um passatempo..
BFS
Beijo

Imperatriz Sissi said...

RAMEIRAS! Palavra forte, mas perfeita. As rameiras estão na moda, proporcionalmente às pessoas sem um pingo de chá que lhes dão troco...

Imperatriz Sissi said...

Cristina, há calções e calções, e várias formas de styling para os usar. Uma das mulheres mais giras que vi com os ditos era uma mãe muito benzoca nos seus early forties, morenaça mas natural e com muito bom ar. Calção pouco acima do joelho em caqui, camisa branca, sandaloca bonita e um colar dourado. Um espanto! Os joelhos sã decerto uma área complicada, Mademoiselle Chanel falou bem embora não ache que se deva levar a regra ao extremo. O calção por tudo e por nada, a porcaria do calção de ganga em todo o lado que é um nojo, o exagero de "bailarinas da coxa grossa" ( quem tem pernas torneadas ou fortes recisa de ter cuidado, por muito "na moda" que a vulgaridade esteja) cansa-me a alma. É uma embirração, mesmo. Adorei a alusão a Game of Thrones!

Imperatriz Sissi said...

V-E-R-D-A-D-E. Muitas vezes, o excesso de informação e opção dá nisto.

Imperatriz Sissi said...

Oh Inês, este comentário da menina é tão ilustrativo que sou bem capaz de fazer alguma coisa com isso. Se elas não querem parecer bem e os namorados não se importam de fazer figura de urso, apresentando-se com criaturas vulgares em público (conheço mesmo alguns que querem parecer muito "bem" mas depois escorregam para chinelagens destas) que havemos de fazer? Sofrer!

Imperatriz Sissi said...

Bomboca: a menina acaba de inaugurar o nome para um estilo. Um pouco impronunciável em certas circunstancias, mas genial mesmo assim.

Imperatriz Sissi said...

Ai, Andradarte...sujeita-se e sujeita os outros! Enfim, a "liberdade" tem destas coisas.

Helga Silva said...

Oh God...Why? Com o passar dos tempos tenho reparado que as moças mais novas (e mais gordas) sentem necessidade de chamar a atenção para si, visto não serem o estereótipo de mulher dos tempos de hoje, onde a magreza impera. Por isso mesmo caiem na asneira de se vestir como vêem nas revistas, mas esquecem-se dos seus 20, 30...ou mesmo 40kg a mais. Eu ainda sou do tempo em que as grandes cadeias de lojas tinham como tamanho maior o L, e de calças o 40. Eu não sou gorda, mas recuso-me a usar saias/acima muito acima do joelho, pseudocalções-cueca, bandage dresses e leggings a servir de calças. Tenho vários espelhos em casa e secalhar até dispensava um ou dois a umas quantas personagens...

Cristina said...

Summer is coming, girl... :) Beware! :D

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...