Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, June 26, 2013

E...a maldade Renascentista do Dia

"Vou rezar por ti. Rezar-te pelas barbas". 

"Sometimes goodness needs the help of a little 

badness".


Ouvido há pouco, em Os Bórgia - essa série sobre a qual ainda não tenho opinião formada, mas que me vai enchendo o olho quando a apanho, afinal se tem Borgia e Maquiavel não pode ser assim tão má. Não é uma frase histórica, que eu saiba (confesso a minha preguiça em confirmar) mas podia ter sido dita perfeitamente naquela época, quando as pessoas, por muito bem educadas ou religiosas que fossem, eram menos hipócritas, não se importando de devolver o bofetão depois de dar a outra face. Afinal a vida era, literalmente, dois dias, viver depressa, morrer cedo, ou passar a  vida  a dizer "hoje não" à Morte, uma verdadeira questão de "be bad or beware"...mas bons tempos, mesmo assim, em que não se deixava para amanhã a retaliação que se podia resolver hoje, não se engoliam tantos sapos, não existia o politicamente correcto e se vivia com estilo. Ou como eu digo sempre, nem tudo é preto e branco neste mundo, o Bem e o Mal são faces da mesma moeda, para maroto maroto e meio e (avó dixit) ser palerma e deixar-se pisar é uma ofensa a Deus Nosso Senhor. Afinal a vida sem um bocadinho de espírito, de garra, de astúcia, de joi de vivre e de mau feitio não tem graça nenhuma e não se vai - passe o pleonasmo- a lado nenhum. Claro que para fazer maldades justificadas  (ou servir de instrumento para o "mal necessário") com classe, não caindo na categoria de pessoa reles, é preciso ter honra, dignidade, sentido de justiça, subtileza e graça, etc. Mas isso é outra história.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...