Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, June 5, 2013

Sandálias para fashion-nerds apaixonadas por mitologia

                                      €160, ancient greek sandals, shoescribe.com

Ao longo da vida, o meu lado fashionista e o meu lado nerd conviveram numa estranha harmonia. Sissi, o rato de biblioteca em busca do sartorial splendor, Vogue numa mão e calhamaço na outra, muito prazer. Como acho impossível gostar realmente de moda sem ter referências culturais, acabei sempre por incorporar algumas das que para mim eram mais importantes na hora de criar um visual. Muito do que escolho, independentemente das tendências que estejam na berra, é inspirado numa determinada época, tema, cultura, corrente artística, romance ou personagem. Era inevitável que a História e a Mitologia acabassem por ter um papel relevante na escolha das minhas fatiotas. As blusas de camponesa, os cinturões, os corpetes, os materiais naturais, as capas, os capuzes, são apenas alguns elementos recorrentes no meu guarda roupa. Escusado será dizer que o mesmo acontece com o calçado, e que sendo a Roma Antiga um dos meus assuntos de eleição (nada de novo para quem acompanha o Imperatrix) fiquei apaixonada pelas sandálias acima e por mais umas quantas "gladiadoras" desta galeria aqui. As gladiadoras são dos poucos flats que uso com agrado (e quando encontro gladiadoras altas, mais feliz fico!) por serem graciosas, elegantes e prestarem-se a inúmeras toilettes de Verão. Por incrível que pareça, quando se é criteriosa com o calçado escolher os pares baixos é ainda mais complicado do que fazer a selecção dos saltos e plataformas certos. É preciso que amparem devidamente o tornozelo e o calcanhar, que as tiras não magoem os dedos e que, sendo rasos, o seu modelo ainda assim alongue visualmente a figura. Mas quando se encontram uns bons, tornam-se indispensáveis. Pessoalmente não resisto a este género de sandália mas ando mortinha, mortinha, por arranjar umas com asinhas, em homenagem a Mercúrio - que só por acaso, é o Deus do meu Planeta regente. Mesmo que não voem, fazem um efeito fantástico (e se voarem, tanto melhor...*embora imagine que o lançasse o pânico na rua nos primeiros dias, enquanto não aprendesse a andar nelas*).

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...