Recomenda-se:

Netscope

Friday, August 30, 2013

Está explicado: que desilusão, Monica.


                         
E pronto, caiu uma santa do altar; desta é que eu descreio do amor de uma vez por todas. 
 Há dias lamentava eu aqui a separação de um dos meus casais preferidos, Monica Bellucci e Vincent Cassel. E afinal, parece que a razão para a ruptura foi a pior de todas. O actor pôs fim à união ao descobrir que a estatuesca Monica tinha um caso com um nababo -um novo rico do mais pindérico que há. E parece que é tão verdade, mas tão verdade, que a belle dame sans merci já está de casa e pucarinho com o novo "namorado".
 Se Monica fosse da minha família, tínhamos aqui um momento dramático à moda italiana, com muitas censuras e nomes feios, palavra. Minha grandessíssima idiota, maledetta, onde é que tinha essa linda cabeça, mas acha que arranja melhor? 
 Que o homem, apesar de extravagante e ter um ar de parvenu do piorio, até pode ser excelente pessoa, não sei, não vi. Mas violar um sacramento, deixar as filhas e trocar este homem....
                  
...por esta amostra, este patusco, é muito pecado junto. E não há dinheiro que o pague. Por muito que as revistas da treta digam "Monica Bellucci tem novo amor" eu recuso-me a chamar "amor" a um desvario destes. Está um casal bem arranjado e uma casa bem montada como diz o povo, não restem dúvidas. Se há coisa que me custa é ver um casal lindo, lindo, lindo 
desfazer-se - principalmente por causa de uma terceira pessoa que ainda por cima não deve nada à formosura. É um pecado contra o amor, contra o matrimónio, contra a beleza. Não sei se perdoe, Monica, não sei. (Mas a menina continua a vestir-se lindamente, I´ll give you that). 

                





5 comments:

A Bomboca Mais Gostosa said...

Estou chocada. Estou para a minha vida! Soube há pouco que se tinham separado, mas não sabia o motivo. Realmente... Enfim, mas olha, o amor tem razões que a razão desconhece.

Miguel Chau said...

Gosto muito deste artigo, aliás, pindérico é eternamente pindérico.
Sempre gostei de proferir esta palavra, mas na verdade as Pindericas dão-me vontade sínica de rir. Taditas não vêm a figura que fazem.

Miguel Chau said...

Gosto muito deste artigo, aliás, pindérico é eternamente pindérico.
Sempre gostei de proferir esta palavra, mas na verdade as Pindericas dão-me vontade sínica de rir. Taditas não vêm a figura que fazem.

Veruska said...

Acho que ela já está a ficar pindérica como o ricaço.

dadome said...

"Que o homem, apesar de extravagante e ter um ar de parvenu do piorio, até pode ser excelente pessoa, não sei..."

Não tenha ilusões, o que parece é, com muito poucas excepções. O "criaturo" é um burgesso que nem sequer sabe vestir-se - faz lembrar o "Joe" Berardo nesse aspecto - mas tem a conta bancária a abarrotar.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...