Recomenda-se:

Netscope

Monday, September 30, 2013

As aparências enganam, uma ova...

                 

Imaginem o cenário: uma chuva que Deus a dá, eu cheia de pressa porque enfim, tenho coisas de pessoa crescida para fazer e horários para cumprir, e com meia dúzia de preciosos minutos do meu tempo para ir ao Multibanco.
 E quem apanho à minha frente, quem? Um monstro do Multibanco.  Não sabem o que isso é? Expliquei aqui: é um daqueles seres malcriados que decidem tomar de assalto o ATM  e fazer mil operações seguidas, como se estivessem em sua casa, por mais que haja uma fila de gente com pressa, a rosnar atrás. 
Nessas circunstâncias, entes que estão com todo o vagar, se forem bem educados, deixam quem está desesperado para coisas mais simples (levantar dinheiro, etc) passar à frente e concluem as suas minuciosas operações quando a caixa estiver mais desocupada. Ou vão alternando, para não empatar. Mas os monstros do Multibanco ainda fazem pior, gozando sadicamente esses longos minutos de poder sobre o seu semelhante.
 Neste caso quem me calhou nem foi um monstro, foi uma monstra.
E ainda por cima, pindérica...é que se é mau ser-se monstro do multibanco, ser-se monstro do multibanco e ter um mau ar que não está escrito em lado nenhum é muita desgraça. 
 Pois a criatura que estava espojada à minha frente, que parou a operação para ir pôr um papelinho no lixo, que conversava com o empregado no balcão ao lado enquanto eu contava até dez para não lhe dar o correctivo merecido, era um belo exemplar da espécie pindericas conimbricensis. Cabelo esticadinho à força de chapa (o estilo "prefiro andar com o cabelo todo sujo porque só posso ir ao cabeleireiro uma vez por semana") jeans skinny baratuchos, daqueles tão espessos que sufocam uma pessoa; botinha de napa do chinês; toda de tons deprimentes como se fosse pleno Inverno;  e o piorzito, com este calor húmido que esteve, camisolinha de malha poliéster a imitar angorá. 
 Malha fofa e chuva são coisas que não combinam - faz comichão, larga pêlos que se colam à pele molhada, e se estiver calor é um nojo. Agora imaginem a coisa em versão sintética. A pobre deve ter sofrido o dia todo, o que prova que só quem é estúpido o suficiente para se torturar a si mesmo tem topete para fazer sofrer o seu semelhante. E ainda dizem que as aparências enganam...

1 comment:

Sara Chaves said...

ahh sem duvida.. aquele maravilhoso momento em que vou ao único multibanco no raio de sei lá quantos kilometros, para levantar 10euros porque a loja não aceita o belo do cartão de débito e está alguém a pagar as contas todas do mês..!!! tipo SAI

www.mimalhicesdiarias.blogspot.pt

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...