Recomenda-se:

Netscope

Monday, September 2, 2013

Tatiana não é perfeita ... e faz muito bem.

          
Não sou a maior fã do estilo de Tatiana Santo Domingo - hippie chic não é um género que me agrade sem reservas (prefiro os visuais muito limpos e polidos, embora não rígidos) e se calhar o vestido (cortesia da sua amiga Margherita Missoni, nem mais) embora bonito e muitíssimo apropriado, comme il faut, não lhe ficava tão perfeito como isso. Não concordo que seja uma das raparigas mais bem vestidas do mundo; tal como imensa gente,  não a considero uma beleza; o seu background não me diz grande coisa e em boa verdade, quase nem reparo no casal nas minhas incursões ocasionais pelas escassas revistas do coração que possam ser lidas por senhoras. Eu nem acho piada a casamentos, for crying out loud!
Mas estes retratos são o máximo por isso mesmo, e acabo por simpatizar com Tatiana por isso mesmo: por vê-la cumpridora do percurso que a família endinheirada esperava dela, mas livre; livre, mas sem cair em exageros de certas socialites decadentes; hippie, ma non troppo, com juízo. E sobretudo, bastante terra-a-terra, com um ar entre o discreto, cumpridor, adequado e o nonchalant. Ela não é perfeita - mas é isso que lhe dá imensa graça. Posso não morrer pelo estilo de Tatiana, mas adoro a sua singeleza. Porque a singeleza, a modéstia, tal como a serenidade, cabem em toda a parte. Se dúvidas há, veja-se a cerimónia muito privada, com meia dúzia de convidados: perfeita para não entrar em pânico. O único tipo de cerimónia que remotamente aprecio, portanto.

               

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...