Recomenda-se:

Netscope

Tuesday, November 5, 2013

Algum psicanalista que me acuda.

                     
Disparate, disparate, é sonhar que há uma serenata em minha honra - eu que não ligo minimamente a  esse tipo de manifestações. No dito sonho esta donzela vai à janela e ...entre os mariachis ou coisa que o valha responsáveis pelo espectáculo, está uma sujeita vulgar com quem eu antipatizo fortemente, a tocar flauta transversal (wait: se calhar é uma orquestra e não um grupo de mariachis) com ar de quem não parte um prato. 
Pergunto que porcaria é aquela e a alminha que encomendou a serenata responde-me que isso não tem mal nenhum, é tudo amiguinho, paz e amor, etc. A sujeita ordinareca larga a flauta e tenta descansar-me com protestos de amizade. Vou para mandá-la calar e reparo que tem uns sapatos meus calçados. Um dos meus pares preferidos. Prada. (Nota Bene: isso nunca poderia acontecer porque a criatura tem um gosto do piorzinho e mais facilmente me fazia uma serenata do que usava alguma coisa que se aproveitasse).
 Tem de haver um significado profundo, traumático e cheio de sentido nisto. Sei que os sapatos estão associados a uma série de coisas Freudianas. Estou com medo. Psiquiatra, já.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...