Recomenda-se:

Netscope

Monday, December 2, 2013

Momento altamente improvável da semana: leggings are NOT pants‏

                 

...lá dizia a Blair Waldorf - e com a audiência doida de Gossip Girl, não percebo como é que não se captou a mensagem. 
Anyway, esta semana fiz algo que poderia parecer, à primeira vista, que eu estava a quebrar os meus próprios mandamentos ;  um momento ainda- bem -que -eu -não -sou-famosa-para-não-ser-injustamente-acusada-de-perjúrio: quem me visse, julgaria que eu estava a comprar leggings. Na Bershka. Mas não estava. 

Já partilhei por cá que não considero as cadeias de fast fashion o melhor lugar para investir muito/frequentemente  ou antes, tenho regras próprias para isso (enunciadas aqui e aqui). Depois, tenho uma birrazinha com centros comerciais: não gosto de me demorar neles mais do que o tempo estritamente necessário.

De modo que só me vêm nas Zaras deste mundo a correr, em horas mortas e por três razões possíveis:

a) preciso de renovar básicos (t-shirts de bailarina de manga comprida, por exemplo) e sei que aquela loja os faz bem;

b) no lookbook da dita marca saiu alguma coisa que uso sempre, ou que colecciono, ou que é mesmo aquilo que ando à procura (sei lá, um vestido de alfaiataria, botas de couro preto, aquelas calças cigarrette que a Zara faz lindamente, ou as camisas de algodão estilo vitoriano da Stradivarius).

c) no lookbook da dita marca saiu alguma coisa que uso sempre, ou que colecciono, ou que é mesmo aquilo que ando à procura...e há saldos, para eu despachar tudo de uma vez, com tudo o que gostei da colecção e não me maçar mais com o assunto, além de me custar menos. A horas calmas, claro. Deus me livre de andar à batatada por um trapo com 50% de desconto. Seja que trapo for, nem por Dior.

E eis que sucedeu uma dessas três razões. Reparei que umas calças de amazona (já lá vamos...) por acaso da Bershka, pasmem, me caíram na perfeição. Espessas e estruturadas q.b, mas lisas o suficiente para não marcar nada sob túnicas ou camisolas. E queria outras, em preto. Por isso, passei primeiro pela Zara, que costuma ter riding pants acessíveis e de boa qualidade: mas as que havia deixavam a desejar. Nada feito, voltei à fonte. Fechei os olhos à proliferação de vestidinhos mínimos com cortes laterais, calçõezinhos com tachas e sapatos duvidosos e fui direita ao que me interessava. E encontrei, por um preço ridículo.

Agora, nota bene: calças de amazona, que são um básico no vestuário, um clássico e perfeitamente aceitáveis e nunca leggings. Não deixem que vendedores mal informados vos enganem, chamando leggings à coisa. 



Foi o que aconteceu durante a busca e tive imediatamente de corrigir a senhora, porque senti a urticária a subir por mim acima com o mero pensamento de julgarem que eu estava a comprar...leggings. Yuc.  Calças de amazona são feitas de malha espessa e reforçadas nas zonas críticas. Podem eventualmente ter aplicações em couro, mas geralmente apertam com um botão e/ou um zipper e são sempre muito mais firmes do que quaisquer (cof, cof) leggings. 

Uma mulher de gosto dificilmente usa leggings, ou se usar é como se deve (nomeadamente, para fazer exercício). 

Mas provavelmente, usará antes calças de amazona ou quando muito, jeggings (jeans com textura de leggings que também servem para usar sob camisolas compridas). 


Anyway, a volta teve as suas vantagens ou desvantagens. 


1 - Apaixonei-me por uma sweatshirt de jacquard mais que perfeita (Pull& Bear) que sinceramente, me apetece guardar para depois. É muito gira, muito gira mas não tenho grande empenho em andar por aí com uma peça altamente reproduzida.

                                                                               

2- Reparei que a Bershka faz bodies. Certo, a maior parte é um terror, com rendinhas e aberturinhas e ordinarices. Mas tem modelos como este, o que deve dar imenso jeito para quem, como eu, gosta de trazer o top por dentro das calças ou saias sem fazer rugas. E mangas 3/4. Creio que vou passar por lá de relance e trazer uns quantos exemplares comigo. Acho que aguento.


                                           

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...