Recomenda-se:

Netscope

Saturday, December 14, 2013

Wish I could be part of your world? Bem, depende.



Diz uma boa e querida amiga minha que certas mulheres precisam de aprender a ser mais flexíveis, vulgo Pequenas Sereias em potencial (a tal que se fez humana e largou a sua vidinha toda para ir atrás do Príncipe). E depois põe-se a gozar comigo, a dizer que se o Príncipe fosse um brutamontes quem não se adaptava nem tomava poções era eu. Deu-me que pensar: só por muito amor uma pessoa se ajustaria a certas coisas.  Ajustaria?  Cada um tem os seus limites, e o meu é traçado perante evidências pouco polidas e de moral/aspecto questionável.  A minha fronteira é desenhada aí e daí não me tiro. Só com um bruxedo da Bruxa do Mar, e olhem lá...
É que ficar sem voz por amor é canja, o pior é o resto. Se o Príncipe Eric em vez de ser simplesmente humano, caminhar em chão firme e viver rodeado de "cobardes, selvagens, devoradores de peixes" tivesse hábitos, gostos e amigos duvidosos, queria ver se ela fazia o sacrifício, ou se largaria *literalmente* barcos e redes para fazer parte do mundo dele, por mais atraente que o rapaz fosse. Se além de viverem em mundos diferentes tivessem formas diferentes de pensar, se o que estava bem para o Eric fosse o fim do mundo para a Ariel e ele sem perceber nada, a achar que não estava a fazer nada de mal e ela toda ofendida, o caso não se resolvia só com poções mágicas. E depois, porque é que teve de ser ela a virar-se do avesso? Ele também se podia mudar, não? Ou mudar um pouco - é justo, já agora. Para melhor muda-se sempre, e são precisos dois para dançar o tango, eu acho... Just wondering
Ou isso, ou não tenho jeito para princesa Disney, se bem que o meu cabelo anda a ficar um bocadinho grande...


No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...