Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, January 15, 2014

Conselhos que não são meus, mas podiam ser: compras sim, mas com savoir faire

                       

Há as pessoas que gostam de roupa, as fashion victims e as fashionistas empedernidas. E depois há os consumidores comuns, os que não podem entrar numa loja sem cometer tragédias (geralmente, as fashion victims inserem-se nessa categoria porque compram tudo quanto há) e os compradores de nível profissional: alguns são -no literalmente. É o caso dos personal shoppers/stylists ou  fashion buyers que trabalham para grandes lojas e ganham a vida graças ao seu olho de águia  bom gosto e instinto apurado. Outros fazem-no por carolice ou actividade extra, nas horas vagas. Mas todos temos de vestir alguma coisa, vivemos numa sociedade de consumo (goste-se ou não) e pequeno ou quase ilimitado, o orçamento deve ser gerido da melhor maneira.
 Comprar de forma inteligente significa menos arrependimentos, melhor qualidade, value for money e um guarda roupa com estilo e bom aspecto que dura anos. Certas pessoas são dotadas de mais talento para isso, mas as técnicas apuram-se com a experiência. Já tenho falado aqui no assunto, mas hoje encontrei um artigo em que vários compradores profissionais relatam as suas dicas e estratégias - muitas que já aplico há anos. Vale a pena dar uma olhadela já que estamos em época de saldos, e na dúvida ter em mente os princípios do chamado french chic: rejeitar a vulgaridade, menos é mais, qualidade e intemporalidade acima de tudo.

" French women are very particular about what they buy, and they always choose quality over quantity for sure. They prefer very, very good fabrics in everyday staples. That’s why they always look so chic – it looks like just a skirt and a top, but the fabric and the colour elevate it.
This…is about a rejection of vulgarity, and a preference for the eternal over the ephemeral. That’s a tough message to transmit in fashion, which tends to focus on the short-term over the long game.”
Clare Waight Keller, directora criativa da Chloé, aqui

1 comment:

Sérgio S said...

Já me recomendaram recorrer a um serviço que parece que há nos centros comerciais que é ir fazer compras com uma senhora que me dá dicas sobre o que devo comprar, fica bem, etc. Acho que se chama um personal shopper. Será que sou um fashion disaster?

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...