Recomenda-se:

Netscope

Sunday, January 19, 2014

Nada contra mas estou cansada de ver estas três senhoras‏ na imprensa. A TODA a hora.

                                                 

A sério, não há mais ninguém que faça uma revista vender-se? E isto sou eu que não presto grande atenção a certas publicações, que farão as leitoras (ou leitores) que as consomem. Porém, como (ora por carolice, ora por ossos do ofício) recebo os feeds de variadíssimas revistas internacionais, blogs de nomeada, portais, etc, etc e todos os dias passo à porta de um quiosque antes de entrar no gabinete, não há como não reparar. Misericórdia. Misericordiazinha, que o que é demais cansa e tanta idolatria arrepia-me.

- Cristina Ferreira
Parece que a apresentadora teve um bom ano, até eu que não vejo televisão já sei. Não conheço o suficiente do seu trabalho para implicar com a senhora, mas o seu estilo popularucho, as piadas brejeiras que já lhe ouvi e o auto-proclamado estatuto de "saloia" não ma recomendam e acima de tudo, não batem muito certo com a sua paixão pelas melhores marcas. Coisas híbridas fazem-me alguma confusão e a elegância não pode andar só por fora, mas isso cada um é como cada qual e quem sou eu para criticar? A questão é que o fascínio das publicações lusas pela história da self made woman, pelos seus luxos, pelos seus desamores com o moço lá do stand de automóveis, por cada passo que ela dá, já me fazem ter medo de ir ao quiosque buscar uma raspadinha, ou umas pastilhas elásticas, ou o que seja. Muito gosta o português dos contos de quem "veio do nada", senhor. Entro de rajada e saio a correr. Enfim, sempre trabalha. Juro que há dias pousei os olhos num pasquim que dizia "fãs tiram rapariga da Casa dos Segredos da pobreza". É que agora estes "jornalistas" decidiram escrever o Jornal do Incrível: pode tirar-se a rapariga da pobreza mas não se tira a pobreza da rapariga, ou nunca ouviram essa? Que coisa.

-Catherine Middleton
Sobre isso, enough said aqui e aqui. Tenho o maior respeito e carinho pela Casa Real britânica. A Duquesa representa o conto de fadas dos nossos dias com final feliz e tudo, já se sabe, vitória vitória acabou-se a história. É bonita e ainda bem, porque uma "princesa" não se mede por aí mas se fosse feia era capaz de parecer um pouco esquisito. É uma simpatia e tem à vontade, era o que faltava agora que não tivesse e aparecesse em público com cara de tacho. Traja bem e como quem é (ou como quem se tornou), pessoalmente acho que poderia ser melhor  mas a procissão só vai na ponte. Não sei onde está a admiração: queriam que a mulher do Príncipe William se apresentasse como, de leggings de napa e litas nos pés? Isso sim seria notícia. A Duquesa é um amor, já percebemos, mas ainda é cedo para erguer estátuas. Mais um artigo sobre ela na Marie Claire e convenço-me de que aquela redacção sofre de uma acentuada crise de neurónios.

- Jennifer Lawrence

A única coisa que põe os jornalistas mais maluquinhos do que histórias de rags-to-riches ou contos de fadas é uma actriz que fala sobre..o seu peso. Ou porque era gordinha (como Kate Winslet) ou porque a mandaram emagrecer e ela lhes disse para irem dar uma curva, como Jennifer Lawrence. Qualquer celebridade que fale contra a suposta "ditadura da magreza" é um fenómeno de popularidade e elevada a santa, nem que seja tão magricelas como as outras todas. Porque o público adora celebridades "reais" (por muito plásticas que na realidade sejam) e as celebridades sabem disso. Então pimba, volta não volta lá fazem uma declaração a dizer como são solidárias com as "rechonchudas" deste mundo, e as gordinhas adoram porque se sentem melhor, e as magras ficam todas chateadas porque não se fizeram e não têm culpa de ser assim e não gostam que as acusem de anorécticas, e os twitters e facebooks deste mundo enchem-se de discussões que não interessam nem ao Menino Jesus. É  certo que a actriz é a nova queridinha de Hollywood e não ponho o seu talento em causa, mas já não posso ouvir falar na menina nem no seu discurso "ai tão terra a terra que e sou". Talk to the hand, please.





5 comments:

Bárbara Godinho said...

Olá Imperatriz :) desculpa a correcção mas a lista não são três senhoras mas quatro. E a Kim Kardashian? Ou o clã Kardashian? ;)

beijinhos

Imperatriz Sissi said...

A Kim e companhia já têm sido muito visadas por aqui e hoje decidi virar as munições para utro lado. Mas que já cansam, cansam!

Imperatriz Sissi said...

Digo, para outro lado.

Bárbara Godinho said...

Sim, tens toda a razão :)

Paula said...

Gosto tanto, mas tanto de ler o teu blog!
Farto-me de rir com os teus comentários tão astutos e certeiros.
Não podei concordar mais com este post!
Beijinhos,
Paula
vidademulheraos40.blogspot.com.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...