Recomenda-se:

Netscope

Saturday, February 22, 2014

Frase para hoje: quando o Diabo quer simpatia.


"Chassez le diable, il reviendra au galop"

Dizem os franceses que se rechaçarmos o Diabo ele voltará a galope - ou na tradução livre de José Rodrigues Miguéis,  se expulsares um problema pela porta, ele entrará pela janela.

 Há questões recorrentes que não podem simplesmente ser exorcizadas: o velho método de reconhecer o problema (ou o fantasma) chamá-lo pelo nome e esperar que desapareça não se aplica. É preciso alterar o padrão e fazer alguma coisa diferente para que tudo passe a funcionar de outra maneira, trocar a peça defeituosa de modo a que o motor role suavemente.
Mas essas, mesmo as mais complicadas, são as situações que dependem só de nós: da nossa decisão, força de vontade e lucidez.

 Depois há os diabos que, para deixarem de ser diabos, de arrombar portas e janelas e de galopar pela casa, teriam de colaborar  em vez de obrigar os outros a puxar pela Cruz e pela água benta. Tentar mudar um bocadinho, reflectir, tornar-se mais decentes ao invés de gritar que os julgam, que não os aceitam como são, que os condenam injustamente e que ninguém tem simpatia pelo Diabo, coitadinho.

 Bom, não se aceitam tais pessoas tal como são, não pela mania de julgar mas porque, enfim, conviver com diabruras, viver numa casa infernalmente assombrada é um bocadinho complicado. E enquanto o exorcista amador de serviço e o diabrete não se entenderem, não cooperarem, não fizerem por trabalhar em equipa considerando o outro, o padrão não muda.
 Caçam-se, acusam-se, batem com portas e janelas, cavalam escada acima escada abaixo, e o filme de terror nunca mais acaba. 
 Há coisas que não se resolvem com um Vade Retro. Nem com Sympathy for the Devil.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...