Recomenda-se:

Netscope

Thursday, February 6, 2014

Há pessoas que são como a Coca-Cola


Bom, para o texto fazer sentido vou aqui assumir que toda a gente gosta de Coca Cola, o  que é mais ou menos verdade. 
 A Coca Cola é aquele refrigerante indispensável, insubstituível, que sabe bem com quase tudo. Está certo que tem um copo de açúcar por lata (dizem...) e imenso gás, mas mesmo que até se aprecie a versão diet...já não é bem a mesma coisa. Podem dizer que serve para desentupir canos e tudo isso, mas quem é que a dispensa? É tão docinha e fresquinha, não é? Além de fazer justiça ao seu propósito inicial (era vendida nas farmácias como tónico).
 Concordo completamente com o cartaz vintage abaixo: é boa para as enxaquecas, fadiga, enjoo e baixa de tensão.
E há pessoas que são iguaizinhas à Coca Cola. Toda a gente tem (ou já teve, ou arrisca-se a encontrar) um indivíduo Coca Cola na sua vida. 

São únicos e insubstituíveis, fazem-nos sentir bem, não há ninguém que nos provoque as mesmas emoções. Mas é claro que as pessoas que nos tocam a alma são aquelas que têm mais possibilidade de nos fazer mal - e infelizmente mais capacidade, ou tendência para isso,  também. É que as pessoas Coca Cola são como a bebida: basta agitar a garrafa um bocadinho, ou girar a rolha um pouco mais vigorosamente, para haver uma explosão. Uma vez vi uma saltar e bater no tecto, juro; foi um sarilho para limpar. E não basta ir buscar a esfregona, porque o açúcar carameliza onde caiu e fica pegajoso que eu sei lá: se não for mesmo bem limpo, pode deixar danos prolongados. Tal como as cenas das pessoas Coca Cola: podem deixar marcas que custam muito a apagar.

 A Coca Cola tem cafeína, o que pode não cair bem aos nervos e atacar o estômago: as pessoas Coca Cola têm exactamente os mesmos efeitos secundários; são excelentes a causar gastrites nervosas. Assim como colocam as pessoas de quem gostam nos píncaros, no momento a seguir fazem asneiras,  massacres, tantos disparates sucessivos que não há Buda que aguente.

 Mas tal como o refrigerante, as pessoas Coca Cola têm um poder limitado: depois de espumar, explodir, deitar por fora, causar todo o tipo de estragos, acabam por perder a força. A força de nos impressionar (ou de nos fazer ralar), pelo menos.

No caso da Coca Cola, trata-se de perder o gás (e não há nada mais horrível do que "choca" Cola); nos seres humanos, dá-se o caso que na terra da minha avozinha se descrevia com a frase:

" A escândala aparta amor" - ou seja, não há afecto que resista a muita escandandaleira, muita zanga, muito desgaste. No início é uma montanha russa emocional e cada birra ou ataque tem um impacto desgraçado. Depois torna-se maçador, cansativo, bate contra um muro de insensibilidade de quem só quer mesmo é paz e sossego, está para lá de Bagdad e "bons ventos te levem". 

E é nessa altura em que uma pessoa começa a pensar o que haverá de tão errado com outras marcas, ou Guaraná, ou Sumol. Ou até Ice Tea, que não tem gás e não rebenta. Sempre é mais seguro.


4 comments:

Ulisses L said...

Analogias à parte - até porque acho que as tuas estão excelente - posso afirmar-te que eu não gosto de coca-cola e muito menos ainda de pepsi, que é ainda mais doce!
E já não faz qualquer justiça so seu propósito inicial, visto que a unica parte tonificante que ainda têm é a cafeina e essa não causa tão grande impacto como um bom expresso! Originalmente a parte que tonificava, dava cabo das nauseas e revigorava era a cocaina que lá era metida. Actualmente aquilo pouco mais é que um café em água gaseficada com um carradão de sal e uma carradão ainda maior de açucar para disfarçar o sal - tanto, aliás, que nem dás por ele, e motivo pelo qual, além da cafeina, continua a "alevantar" a tensão!

:)

Sandra Fernandes said...

Gostei do texto!! mas eu devo ser das poucas pessoas que não gosta de Coca Cola!!

Irene Fernandes Abreu said...

Eu não gosto de Coca Cola, não só pelo sabor demasiado doce, como sei o quanto este bebeida é nociva para a saúde. Aliás, quando diz: "E não basta ir buscar a esfregona, porque o açúcar carameliza onde caiu e fica pegajoso que eu sei lá: se não for mesmo bem limpo, pode deixar danos prolongados", diz a pura verdade, os efeitos nocivos no nosso estômago, também são dificeis de "limpar', mas enfim, cada um bebe do que gosta. Porém gostei da comparação da Coca Cola com algumas pessoas...

Imperatriz Sissi said...

Irene, agora fiquei com medo :D
Mas o efeito nocivo de que fala só reforça a minha ideia quanto aos danos prolongados das pessoas Coca Cola.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...