Recomenda-se:

Netscope

Sunday, May 4, 2014

Fiada de petas do dia. Porque não tem outro nome.


Há assim fins de semana que podiam parar no Sábado. Quando um Sábado é perfeito, esplêndido, geralmente há um sacaninha de um Domingo para enodoar o pano. Não é que estrague o cenário todo, mas lá se tem de mandar o fim de semana à lavandaria para ficar apresentável.

E claro, como dizia o filósofo, o Inferno são os outros. Sempre os outros. Só os malandros dos outros para desarranjar um dia lindo, com tudo para correr às mil maravilhas. Os seres humanos são tão endiabrados que eu já disse aqui algures que os pobres Diabos profissionais, que ficam com a fama e levam com água benta nas trombas e Vade Retro Satana, devem andar todos no desemprego.

Pessoas de bom senso raramente fazem infernozinhos privados,  mas são achacadas a diabretes e mafarricos que tratam de lhos arranjar. O Sérgio Godinho tinha razão quando cantava "digo ao diabo não te temo, ó camafeu: conheci piores infernos do que o teu".

Há almas com quem nem o Diabo (o chefe deles, entenda-se) quer nada!

  Sobre a terra dos meus antepassados diz-se uma frase romanesca a que acho muita graça:



 Isto é afirmado à guisa de elogio, pois lá reza o provérbio: uma mulher bonita é um perigo, uma mulher feia é um perigo e uma desgraça. Mas o mais curioso é que, quando isso de as mulheres serem mais perigosas do que as armas se verifica na realidade, as visadas até estão lá quietinhas, bonitinhas, a pensar na sua vida e a cuidar dos seus assuntos.
 São os homens que fazem a sarrafusca toda, e o inferno todo, que queimam munições mas se queixam que as mulheres os deitam a perder.
  O romantismo não morreu, mas toma a forma de cada dramalhão infernal...Cruz Credo.

No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...