Recomenda-se:

Netscope

Thursday, August 14, 2014

Exercícios para uma elegância clássica.


Esta semana comentei convosco que hoje em dia, a rotina de fitness que uma mulher pratica - e o local onde a pratica - diz muito sobre ela  física, moral e socialmente. 

É sempre melhor fazer exercício do que levar uma vida sedentária, mas devemos 
acautelar-nos contra o entusiasmo das constantes novidades oferecidas pelos ginásios e os modismos de silhueta. Pondo de parte a minha opinião pessoal sobre as figuras "à Kim Kardashian" é preciso ver que nem tudo convém a todas e que na dúvida, as formas clássicas são as mais fáceis de manter, por serem as que mais se harmonizam com a linha natural da mulher.

 Movimentos suaves, que alonguem e definam usando a força da gravidade, o peso do corpo e pesos leves - em vez de muita carga - são a receita tradicional para delinear as formas femininas tonificando e reduzindo onde é necessário, de acordo com as medidas naturais de cada uma. Afinal, por defeito uma mulher terá tendência para ganhar volume em determinadas áreas - áreas essas que importa esculpir e não tanto aumentar com exercícios localizados e agachamentos, como é moda agora...

Mary Bowers

 Não pretendo entrar numa área de especialidade que não é a minha (e alguns personal trainers poderão zangar-se comigo, mas paciência) mas por experiência pessoal  tenho para mim que a bem da elegância clássica, de um porte bonito, uma mulher não deverá afastar-se demasiado dos exercícios tradicionalmente recomendados: ginástica, ballet, yoga, natação (sem exageros) pilates....

Todas estas são actividades que aceleram o metabolismo, "esticam" e fortalecem os pequenos músculos que suportam e fazem a diferença (dando aquele aspecto de "corpo cinzelado" tão admirado nos Anjos da Victoria´s Secret)  e respeitam a estrutura feminina, em vez de "achatar" e alargar músculos que já de si são grandes e fortes.

 É bastante curioso comparar os tutoriais de ginástica nas revistas femininas dos anos 1950 com os vídeos actuais de pilates, yoga ou rotinas inspiradas no ballet: não só os movimentos são muito semelhantes como a silhueta a atingir é a mesma: ombros elegantes, cintura vincada, pernas firmes e longas, como numa modelo de Christian Dior daquele tempo...ou uma bailarina! E essa silhueta é, dentro do tipo físico de cada uma, a mais próxima da natureza, do ideal grego. Ou seja, trata-se de ter em mente a figura de um cisne, e não a forma de uma cabaça!


 Não só adoptando estes hábitos se consegue mais rapidamente uma figura
 elegante (pois trata-se apenas de "empurrar" os músculos para o lugar onde deviam estar e de melhorar a postura, o que visualmente tem muito impacto) como em caso de interrupção o dano não é tão grande por não se verificar grande aumento da massa muscular (logo, não há massa extra que se transforme mais tarde em "gelatina").


  Como estamos no Verão e toda a gente quer resultados extra, partilho convosco as instruções de duas senhoras fantásticas que poderão experimentar em 10 minutos: a lindíssima Mary Helen Bowers (para rotinas inspiradas nos movimentos de ballet) e a adorável Cassey Ho, que não se limita a explicar muito bem alguns dos movimentos de Pilates mais intrincados como tem vídeos divertidíssimos inspirados nos "Anjos". Não falta mesmo um a mostrar os exercícios para ficar com pernas apresentáveis de modo a usar as malfadadas leggings sem parecer a Mulher Melancia nem chocar a  estética e os bons costumes...


3 comments:

Inês Sousa said...

Obrigada pela partilha destas sugestões, já os coloquei na minha playlist de exercícios, são muito mais interessantes do que suar na bicicleta ou pegar em halteres. :-)

Imperatriz Sissi said...

De nada, Inês! Espero que goste. Beijinho.

Inês Sousa said...

Sissi, a menina Bowers deixou-me de rastos quando tentei fazer os exercícios do vídeo de 15 minutos. E eu achar que estava em boa forma, pois... Mas amanhã volto a tentar porque gostei realmente dos exercícios. Beijinho

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...