Recomenda-se:

Netscope

Monday, October 13, 2014

Lambe-botismo do dia: isso da CMTV



Quem acompanha o que vou fazendo por aqui sabe que uma das coisas que mais me tiram do sério são servilismo, bajulação e lambe-botismo, vulgo graxa, portanto não vale a pena alongar-me sobre a matéria. Napoleão disse que quem é capaz de adular é igualmente capaz de caluniar (e vice-versa, às vezes, sem grande intervalo entre uma coisa e outra) e Tácito afirmou que os aduladores são a pior espécie de inimigos.

Ora, na imprensa, tanto local como a um nível mais abrangente, vê-se muito isto: há quase sempre jornalistas pouco sérios obcecados em retalhar uma determinada figura, com uma paixão ou ódio quase pessoal...mas igualmente prontos a babujar, especialmente se essa figura se disponibilizar a manter boas relações com eles. Dignidade, anyone?

  Também nunca escondi que não percebo nadinha de futebol e que embora admire a determinação cega e a capacidade de trabalho de Cristiano Ronaldo (afinal, a preparação mental de um atleta, tal como a estratégia militar, aplica-se a tudo na vida) tenho pouca simpatia por outros aspectos que o caracterizam, por isso mal acompanho o que faz ou deixa de fazer.

 No entanto é inevitável,a quem segue feeds de notícias, ir vendo uma manchete por outra, logo apercebi-me do episódio da conferência de imprensa em que, lá à sua maneira e com o seu discurso do costume, mandou passear a CM TV por não gostar das constantes notícias disparatadas a seu respeito.

 Quanto ao que dizem sobre o seu desempenho isso me da igual porque quando se trata de futebol é tudo nuvens e nevoeiro para mim, mas chega a enjoar a forma como o dito órgão de comunicação social avisa o país, não vá alguém estar distraído, de que "Ronaldo foi à casa de banho", "Ronaldo acordou com o pé esquerdo", "Ronaldo gosta de panquecas" e assim por diante, num fascínio bacoco que pior se torna quando a seguir não se importa de melindrar gratuitamente quem tanto idolatra.

 E se há quem esteja disposto a sofrer isso porque não gosta de se zangar com ninguém ou aprecia o protagonismo, também há quem não esteja disposto a levar ofensas para casa e - pasmem, olhem eu a dizer isto- o Cristianinho esteve bem. Deu uma lição de hombridade a muitos cavalheiros bem nascidos que por aí andam, que não se arrepiam de dar palmadinhas nas costas a quem os calunia para prevenir calúnias maiores - por medinho do confronto, em suma. Não gosto de ti? Não falo contigo. Muito mais bonito do que sorrir à pessoa, pactuar com a pessoa, e chamar-lhe nomes pelas costas.

 Sempre achei que um homem digno desse nome não receia queimar pontes, escolher lados nem pôr no sítio quem o ofende. A ideia Lincolniana de transformar inimigos em amigos nem sempre resulta, e pode confundir-se rapidamente com cobardia ou falta de espinha dorsal. É claro que os caluniadores ficam todos contentes, a pensar "este é um medricas, um xoninhas, tenho-o na mão" . Prefiro mil vezes a atitude de quem se está nas tintas e não se rala minimamente de amachucar quem arrasta o seu nome pela lama. 

E pronto, às vezes temos surpresas destas...





No comments:

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...