Recomenda-se:

Netscope

Wednesday, November 26, 2014

Um prazer que não se deve dar a N-I-N-G-U-É-M




"Cá por mim cumpro o meu dever. O resto não me amofina, que o resto ou são objectos inanimados, ou seres privados de razão ou transviados que não sabem ver o caminho".

Imperador Marco Aurélio


Por aqui já se falou muitas vezes de como admiro as pessoas imperturbáveis, nonchalant, dotadas de sangue frio. A avó, God rest her soul, foi muito responsável por me incutir essa aversão a quem se amofina ou melhor, a quem deixa que as suas amofinações se percebam. "Se estamos mal ou bem, ninguém tem nada a ver com isso" dizia ela, "por muito em baixo que se esteja há que caminhar de cabeça erguida e não dar essa alegria a quem nos quer mal ou simplesmente, não tem nada melhor com que se entreter".

Estas palavras acompanharam-me toda a vida  - mesmo na idade do armário, quando as minhas colegas faziam questão de "sair da aula a chorar porque se tinham zangado com o namorado"-  eu era incapaz de choradinhos e ficava cheia de vergonha por elas.

 Nunca entendi quem faz questão de mostrar aos outros as suas zangas, desilusões, alegrias ou desgostos - fazendo uma figura triste logo que muda de ideias. A vida não é um Big Brother, mesmo na era das redes sociais. Rompimentos, maçadas, revezes, fúrias, reconciliações, doenças - são coisas do foro privado. 

 Num dos meus romances preferidos, The Joy Luck Club, Amy Tan diz "as lágrimas não apagam a tua mágoa: atiçam a alegria de alguém. Por isso deves aprender a 
engoli-las". Em público, pelo menos.

O reverso da medalha é que a dignidade e o sangue frio podem passar por frieza, indiferença ou levar a ditos do género "ela (e) só gosta dela (e) própria (o)". Mas antes frieza que figura de urso.

 Na mesma linha está o ceder a provocações, achas, esquemas ou mexericos feitos de propósito para provocar uma reacção (de tristeza ou de fúria) ou causar atritos entre as pessoas. Nunca ninguém ganhou nada por ouvir o diz-que-disse e proceder de acordo; tão pouco algo se resolve uma crise - entre um casal ou dois amigos desavindos - por um deles fazer piruetas, atirar ditos jocosos para o outro ouvir ou acicatar ciumeiras infantis com actos igualmente imaturos. 

Bem aconselha Sun Tzu "se o inimigo está quieto, provoca-o".

  No entanto, para o estratatema resultar... é preciso que o inimigo seja parvo, ou nervosinho, ou nunca tenha lido Sun Tzu.

 Perante atitudes mesquinhas, há que não dar às pessoas o circo que elas querem. Sem audiência, não tem graça nenhuma.

 Evite-se portanto oferecer aos outros a alegria, o entretém ou o prazer de assistir ao espectáculo das arrelias de cada um. O silêncio vale mais que mil palavras e lá dizia a outra, "the less you reveal, the more people will wonder".








4 comments:

Paula said...

Um dos motivos porque gosto tanto de ler o que se passa por aqui é que me faz sentir menos esquisita.
Sinto-me mais normal. Encontro alguém que pensa pela sua cabeça e que não tem medo que a considerem "fria e sem sentimentos".
Digo isto mas nunca me importei com o que possam pensar de mim...
vidademulheraos40.blogspot.com.

Carla Isabel said...

Eu estou a começar a aprender isso...aos 40 anos!

Beijos

Ulisses L said...

Olha, assim de repente, olhei para o título do post e quase desatei a rir!
-E porquê? - perguntarias tu, com alguma razão.

É que anda por aí pelo mundo um livro chamado "Treta de Cabos - Vidas de Rocker (as histórias secretas dos XXL Blues)", que até vêm com um CD dos XXL Blues lá dentro e que foi escrito por um escritor reles (pessoa com a qual tenho uma convivência difícil, já que é um chato que não me deixa em paz), em que um dos personagens principais se chama Ninguém, precisamente o guitarrista/vocalista da dita banda!

Fiquei a pensar de mim para comigo, "Será que o prazer não se deve dar somente ao gajo, ou será uma frase mais geral?" LOOOOOOOL

(perdoa a parvoiçe mas hoje o tico está de greve e o Teco é a mesma desgraça de sempre, por isso...)

:)

Dolcineia said...

Concordo muito. Adorei o texto.

Textos relacionados:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...